A Polícia Judiciária (PJ) deteve o suspeito de, a 28 de agosto, ter desferido vários golpes com uma navalha num homem, no Jardim da Cordoaria, no Porto, revelou esta quarta-feira em comunicado aquela força.

Na nota de imprensa, a polícia de investigação indicou tratar-se de um indivíduo “fortemente indiciado pela prática dos crimes de homicídio qualificado na forma tentada e ofensas à integridade física grave”.

Sobre o detido, de 20 anos, e “que vai ser presente a primeiro interrogatório judicial para aplicação das medidas de coação tidas por adequadas”, a PJ recordou três situações em que esteve envolvido, todas no Jardim da Cordoaria.

No dia 28 de maio de 2021, pelas 19h30, no Jardim da Cordoaria, o autor teve uma altercação com uma amiga de 20 anos, no decurso da qual a pontapeou com violência e fraturou a tíbia. Esta discussão teve como origem o facto de a vítima acusar o ora detido de ser o autor de um furto a um amigo comum”, começou por lembrar a PJ.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O segundo momento, assinalou aquela polícia, ocorreu “na madrugada de 28 de agosto”, quando o arguido e o ofendido do furto se encontraram no Jardim da Cordoaria, “altura em que o autor se muniu de uma navalha e abordou aquele pelas costas, desferindo-lhe várias navalhadas na região costal”.

“A gravidade dos ferimentos infligidos à vítima, um indivíduo de 25 anos, implicaram que recebesse tratamento hospitalar e ficasse internado“, lê-se ainda no comunicado.

O detido, prossegue a PJ, não tem ocupação profissional, mas tem antecedentes criminais, tendo sido já condenado a uma pena de quatro anos e oito meses, suspensa pelo mesmo período, pela prática de um crime de ofensas à integridade física grave ocorrido em 14 de novembro de 2018, também no Jardim da Cordoaria.