A área laranja do Hospital Eduardo Santos Silva, em Vila Nova de Gaia, registou esta quarta-feira entre o início da tarde e as 19h00 uma procura “quatro vezes superior” ao habitual, disse à Lusa fonte daquela unidade de saúde.

“Esta quarta-feira tivemos um pico de afluência brutal. Foi quatro vezes mais do que é normal. Foram, essencialmente, doentes prioritários”, acrescentou a fonte, que assegurou “que os atendimentos foram garantidos apesar de ter havido um momento, mais complicado, em tiveram de ficar paradas algumas ambulâncias” no acesso às urgências.

A fonte precisou que o problema se manifestou ao “início da tarde” e que a situação “já está regularizada desde cerca das 19h00”.

Reportando-se à área laranja daquele hospital, a fonte esclareceu que a sala “está programada para ter 32 ou 34 camas e que, normalmente, nunca estão ocupadas na totalidade, sendo o normal estar a atender 20 pessoas”.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

“Esta quarta-feira chegou a ter 80 pessoas“, disse.

Segundo a fonte, os casos que esta quarta-feira chegaram ao hospital “são das mais variadas patologias e quase todos doentes com debilidades”.