A Polícia Judiciária, através da Diretoria de Lisboa e Vale do Tejo, procedeu à localização, identificação e detenção fora de flagrante delito de um homem, com 31 anos de idade, por existirem contra ele fortes indícios da prática de inúmeros crimes de abuso sexual de crianças, na sua forma agravada.

Os factos criminosos com gravidade referencial foram cometidos pelo suspeito sobre as suas duas filhas menores, as quais têm, atualmente, oito e quatro anos de idade.

Na sequência da célere investigação criminal desenvolvida pela Polícia Judiciária, foi possível apurar que a filha mais velha do suspeito foi vítima de abusos sexuais desde os quatro anos de idade e foi-o, repetidamente, até muito recentemente.

Mais foi possível apurar, na sequência da investigação criminal e dos elementos probatórios recolhidos, que a filha mais nova do suspeito começou a ser alvo de abusos sexuais ainda este ano, quando tinha apenas três anos de idade.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Os crimes ocorreram no interior da residência da família, sendo que, na maioria das vezes, o autor aproveitava a ausência da esposa para perpetrar os abusos sexuais.

O arguido ora detido foi presente a primeiro interrogatório judicial, tendo-lhe sido aplicada a medida de coação de prisão preventiva.