O Presidente russo, Vladimir Putin, expressou ao primeiro-ministro israelita, Naftali Bennett, o desejo de que Israel mantenha a “política de continuidade” em relação à Rússia.

Trata-se do primeiro encontro entre ambos desde que Bennett assumiu o cargo de chefe do Executivo de Israel, no passado mês de junho.

O fim do governo de Netanyahu. Lapid e Bennett confirmam estar a trabalhar numa solução multipartidária para governar Israel

“Temos muitas questões que podemos e devemos abordar. Realmente, espero que, apesar das lutas internas, que são inevitáveis em qualquer Estado, o seu Governo mantenha uma política de continuidade nas relações entre a Rússia e Israel”, disse o chefe de Estado russo após ter recebido Bennett na residência de Bocharov Ruchei, em Sochi, no Mar Negro.

Putin afirmou que a Rússia desenvolveu uma relação “muito profissional e de confiança” com o anterior Governo de Israel, chefiado por Benjamin Netanyahu, com quem o presidente russo manteve vários encontros.

A visita de Bennett à Rússia coincide com o 30.º aniversário da restauração das relações diplomáticas entre os dois Estados, indicou o Kremlin a propósito da visita do primeiro-ministro de Israel.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Putin recordou que Israel é o “lar” da “talvez maior comunidade de russófonos no estrangeiro”, atingindo aproximadamente um milhão de pessoas que são imigrantes ou descendentes de imigrantes provenientes de países que fizeram parte da ex-União Soviética.

Bennett disse que os israelitas encaram o chefe de Estado russo como “um amigo muito próximo”.

“Durante mais de vinte anos você (Vladimir Putin) fortaleceu os laços entre os nossos países. Quero dizer-lhe, em nome de todo o país, de todos os cidadãos, que o vemos como um amigo muito próximo e verdadeiro do Estado de Israel”, afirmou Bennett.

O primeiro-ministro de Israel disse ainda que pretende abordar com Putin a situação da guerra na Síria e os esforços para travar o programa nuclear iraniano.

Primeiro-ministro de Israel vai à Rússia discutir programa nuclear do Irão com Putin

O Presidente russo confirmou que a Rússia e Israel mantêm contactos sobre a luta contra o “terrorismo” na Síria.

“Como sabe, estamos a fazer esforços para restaurar ‘a condição de Estado’ da Síria. Há questões problemáticas, neste ponto. Muitas. Mas, há pontos de contacto e oportunidades de cooperação. Especialmente nos temas relacionados com a luta contra o terrorismo”, assinalou Putin.

Pelo menos 27 mortos em atentado em Damasco e bombardeamentos em zona rebelde

A Rússia apoia o governo de Damasco com a presença de tropas em território sírio.