O ciclista português Iuri Leitão foi este sábado quarto classificado no omnium nos Mundiais de pista, perdendo o bronze no derradeiro sprint da corrida por pontos, no velódromo de Roubaix, em França.

Leitão entrou para corrida por pontos, a quarta e última prova de omnium, na segunda posição e manteve-se sempre em lugar de medalha até ao sprint final, que vale a dobrar, e no qual foi ultrapassado pelo italiano Elia Viviani.

O britânico Ethan Hayter sagrou-se campeão, numa prova que dominou desde início, terminando o omnium com 180 pontos, mais 56 do que o neozelandês Aaron Gate e 59 do que Viviani.

Iuri Leitão ficou a quatro pontos de Viviani, campeão olímpico nesta especialidade nos Jogos Rio2016.

O português foi quarto no scratch, segundo na corrida por tempo e oitavo na eliminação.

“O Iúri fez um concurso de omnium muito bom, no qual competiu com corredores de nível elevadíssimo, mostrando estar também ao nível dos mesmos. É claro que tem aspetos a melhorar, mas esteve na luta pelo pódio até ao último sprint e estou extremamente satisfeito com o que ele fez. O Iúri mostrou o seu valor e temos de estar orgulhosos pela prova que fizemos”, disse o selecionador Gabriel Mendes.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

No domingo, no fecho dos Mundiais, João Matias e Rui Oliveira disputam a prova de madison e Iúri Leitão a corrida de eliminação.