Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Em Portugal, já foi administrada uma “terceira dose ou dose adicional” de vacinas contra a Covid-19 a 123 mil pessoas. O número surge numa atualização informativa feita pela Direção Geral de Saúde, enviada à comunicação social este domingo.

Nesta atualização informativa, a DGS lembra que “a segunda fase da campanha de vacinação contra a gripe iniciou-se na segunda- feira (18 de outubro) e integra os cidadãos com idade igual ou superior a 65 anos e que não estão abrangidos nos grupos-alvo da primeira fase”, destinada à população prioritária.

A campanha de vacinação contra a gripe “está a decorrer por ordem decrescente de idades, à semelhança do passado, começando pelos utentes com idade igual ou superior a 80 anos”, indica ainda a DGS, acrescentando que já foram administradas 279 mil vacinas contra a gripe.

Os utentes vão ser convocados através de uma SMS para a toma em simultâneo da vacina contra a gripe e contra a COVID-19 ou apenas para a vacina contra a gripe ( se não forem elegíveis para COVID-19)“, refere a nota informativa.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Dose extra de vacinas contra a Covid-19 já foi administrada a 123 mil pessoas em Portugal

A administração da terceira dose ou da dose adicional começou a ser feita no dia 11 de outubro e, desde a passada semana que a vacinação contra a Covid-19 pode ser feita em simultâneo com a vacina contra a gripe  — que devem ser administradas em locais anatómicos diferentes. Esta é assim uma forma de facilitar a adesão à vacinação contra os dois vírus.

Portugal vai iniciar a administração em simultâneo das vacinas contra a Covid-19 e contra a gripe a partir de segunda-feira

O agendamento “será automático” mas “poderá haver casos em que sejam chamados doentes abaixo da faixa que se encontra aberta por já cumprirem todos os critérios de elegibilidade e para não atrasar o processo”.

Já o “auto-agendamento das vacinas contra a gripe e reforço da vacina contra COVID-19 no Portal COVID-19 será possível acima dos 80 anos, a partir de 26 de outubro [próxima terça-feira]“.

A DGS lembra ainda que 85,7% da população portuguesa tem a “vacinação primária completa”.