A Polícia Federal (PF) brasileira desarticulou um esquema internacional de tráfico de drogas a partir de um aeroporto de São Paulo e que tinha Portugal como o seu principal destino, disseram esta terça-feira à Lusa fontes policiais.

Nesse sentido, a PF desencadeou esta terça-feira a Operação Lavaggio II, que é a quarta fase da Operação Overload e que visou aprofundar as investigações de crimes de branqueamento de capitais praticados por investigados envolvidos em tráfico internacional de drogas a partir do Aeroporto Internacional de Viracopos, no Estado brasileiro de São Paulo.

“A investigação teve origem em decorrência de elementos obtidos durante a Operação Overload, desencadeada em outubro de 2020, e tem por objetivo identificar bens adquiridos com proventos oriundos das atividades da organização criminosa, bem como outros envolvidos que tenham autorizado o uso de seus nomes para ocultá-los”, explicou a PF em comunicado.

Na operação desta terça-feira foram cumpridos seis mandados de busca e apreensão, expedidos pela Justiça Federal em Campinas: quatro em Mato Grosso e dois em São Paulo.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Além disso, um homem foi esta terça-feira preso preventivamente, tendo sido encontrado num dos endereços onde foram realizados mandados de busca e apreensão em Mato Grosso.

O mandado de prisão preventiva contra este homem já havia sido expedido no âmbito da Operação Overload, mas encontrava-se foragido.

Foram ainda apreendidas na operação desta terça-feira uma espingarda, uma pistola, diversas munições, 50 mil reais (7.750 euros) em notas e três relógios de luxo.

Portugal era o principal destino deste esquema. Todo a droga que saía daqui tinha como principal destino Portugal, além de Orly, em França”, disse à Lusa Edson Geraldo de Souza, chefe da delegacia da Polícia Federal em Campinas, município onde está localizado o Aeroporto Internacional de Viracopos.

Neste esquema, o Aeroporto Internacional de Viracopos era usado para o envio de grandes remessas de drogas para a Europa.

A Operação Lavaggio II é o quarto desdobramento da Operação Overload e decorre do trabalho da Polícia Federal em descapitalizar as organizações criminosas voltadas ao tráfico de drogas.