Os presidentes das distritais do PSD de Viana do Castelo, Bragança e Vila Real declaram apoio à recandidatura de Rui Rio à liderança do partido, informou esta terça-feira a candidatura do atual presidente.

Contactado pela agência Lusa, o presidente da comissão política distrital de Viana do Castelo, Olegário Gonçalves, explicou ter manifestado o seu apoio “pessoal” à recandidatura de Rui Rio à presidência do partido.

“A comissão política distrital reuniu-se na sexta-feira e informei que, enquanto presidente deste órgão partidário, vou apoiar a recandidatura de Rui Rio”, sublinhou Olegário Gonçalves.

Olegário Gonçalves justificou a decisão por considerar que Rui Rio “é o mais bem preparado para ser primeiro-ministro”.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

“É também uma questão de coerência. Apoiei Rui Rio nas últimas duas eleições internas do partido. Considero ainda que o melhor para o partido é que Paulo Rangel e Rui Rio deviam anular divergências, e juntar forças para vencer as próximas eleições, caso o Orçamento de Estado não seja aprovado”, referiu.

O presidente da comissão política distrital de Bragança, Jorge Fidalgo, esclareceu esta terça-feira que é “apoiante incondicional” de Rui Rio, já o foi nas últimas duas eleições internas do partido, “mas por acreditar naquilo que Rui Rio pode ser como primeiro-ministro de Portugal”

Jorge Fidalgo salientou à Lusa que continua a acreditar, como acreditou desde a primeira hora, que Rui Rio, “se conseguir chegar lá, será um excelente primeiro-ministro, que é isso que o país precisa”.

“Na minha opinião pessoal, não é a distrital, eu acredito que o melhor é Rui Rio e, por isso, tem o meu total apoio, mas é o apoio do militante Jorge Fidalgo, não é o apoio da distrital, eu não meto a distrital nesta contenda”.

Jorge Fidalgo vincou que por iniciativa dele a distrital “não irá reunir para discutir apoios, para contar espingardas, para ver quem é que apoia A ou B”.

O dirigente social-democrata insistiu que a nível regional não misturam “a disputa nacional com a articulação do distrito, nem com as concelhias” e prova disso é que o primeiro vice-presidente da distrital, Hernâni Dias, é apoiante de Paulo Rangel nestas diretas do PSD.

Contactado pela Lusa, Fernando Queiroga remeteu mais declarações sobre o assunto para depois da reunião da Distrital do PSD de Vila Real, que irá decorrer na quinta-feira.

O presidente do PSD, Rui Rio, apresentou publicamente na sexta-feira a sua recandidatura ao cargo, uma semana depois de o eurodeputado Paulo Rangel ter anunciado ser candidato às diretas.

O Conselho Nacional do PSD marcou eleições diretas para eleger o presidente do partido para 04 de dezembro e o Congresso para entre 14 e 16 de janeiro, em Lisboa.