Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Rúben Amorim conseguiu esta terça-feira vencer pela primeira vez o Famalicão, por 2-1, num jogo em que os famalicenses podiam confirmar a presença na final four da Taça da Liga e impedir o Sporting de alcançar a mesma. No mesmo sentido, há cinco jogos que os leões não venciam o conjunto minhoto, mas à sexta foi mesmo de vez, num encontro que esteve sempre controlado, até aos momentos finais, quando o Famalicão reduziu a desvantagem.

Para o técnico dos leões, no entanto, o jogo foi emotivo e não sofrido, segundo disse Amorim na flash interview à SportTV: “Não foi com sofrimento, foi com a emoção do futebol. Mas acaba por ser uma vitória justa. Obviamente que podíamos ter acabado com o jogo mais cedo, mas contra uma equipa que esperou sempre, mesmo com o 1-0, por um erro nosso, tivemos de ter paciência e rodar a bola porque tem de ser assim. Em vez de estarmos a perder as bolas como perdemos em Famalicão, e lá eles tiveram muitas oportunidades, controlámos o jogo, fizemos dois golos podíamos ter feito mais. Depois no fim um golo pode mudar sempre os jogos”.

Disse ainda que o adversário foi “um bocadinho diferente” no segundo tempo, havendo “melhor Famalicão do que na primeira parte”. “Tentaram pressionar mais à frente nós quando tínhamos a bola no jogo interior podíamos ter sido mais agressivos”, admitiu, reiterando que é uma “vitória justa”.

Depois de um jogo em que efetuou várias alterações no onze que apresentou de início, Rúben Amorim afirmou que estava satisfeito com os jogadores. “Eu conto com todos e todos estão preparados. Fizeram um bom jogo… o Ugarte esteve bem, fez um golo e precisa de ritmo, mas é difícil entrar nos jogos todos. Estou muito satisfeito com toda a gente”, frisou.

Com o resultado desta terça-feira falta agora um ponto ao Sporting para chegar à final four da Taça da Liga e falta também um jogo, frente ao Penafiel. Amorim falou num “ponto importante” mas que é preciso “pensar no campeonato” e, depois,”jogo a jogo a equipa vai chegar lá”.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR