Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

A BMW anunciou há uns meses a sua decisão de conceber um modelo ganhador para disputar as provas do campeonato americano IMSA WeatherTech SportsCar Championship. O construtor alemão divulgou agora um novo vídeo, em que confirma o projecto e avança com mais elementos sobre a estratégia a seguir.

Apostada em bater-se pelas vitórias, a BMW irá participar na categoria Le Mans Daytona Hybrid (LMDh), onde estão os modelos mais rápidos em pista e os que mais probabilidades têm de lutar pelos lugares da frente. Com vantagens em termos de potência e de consumo, os LMDh têm os chassis construídos por apenas quatro fabricantes, nomeadamente a Oreca, Multimatic, Ligier e Dallara, com a BMW a optar por esta última.

O construtor alemão quer disputar o campeonato IMSA já a partir de 2023, mas o objectivo é estrear o novo carro em pista ainda em 2022, no circuito de Varano, não muito longe de Parma, onde a Dallara tem a sua fábrica. Resta conhecer os detalhes do motor que a BMW vai conceber para montar no Dallara. Segundo a imprensa alemã, será um V8 híbrido.

Para atingir rapidamente um nível competitivo, face aos rivais mais habituados a este campeonato, a BMW vai fazer-se representar pela equipa RLL, de Bobby Rahal, antigo piloto de sucesso e hoje um reputado dono e chefe de equipa. Neste último vídeo, Rahal mostra-se satisfeito pela criação da BMW Team RLL, que dentro de dois anos vai tentar conquistar o campeonato reservado aos LMDh, bem como pelo facto de poder lutar pela vitória.

Nas imagens é igualmente possível ver um teaser sobre o novo carro de competição da BMW, onde nem sequer falta o duplo rim de grandes dimensões, como o que a marca nos tem habituado nos mais recentes modelos de série. O desenho que a marca alemã partilhou revela ainda um generoso splitter frontal, um proeminente lábio inferior, mas nenhuma asa traseira, numa solução similar à que também a Peugeot recorreu para o seu Hypercar.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR