Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Os dois concertos que a banda britânica Black Country, New Road tinha agendados em Lisboa, na Galeria Zé dos Bois e no festival Super Bock em Stock, foram cancelados. O grupo, uma das revelações musicais deste ano de 2021, estreava-se em Portugal este mês mas as duas atuações foram canceladas devido a “doença prolongada dentro da banda”.

A informação já foi confirmada quer pela sala de espectáculos de Lisboa quer pela organização do festival. Na sua conta oficial no Instagram, a Galeria Zé dos Bois partilha uma mensagem deixada pelo grupo: “Lamentamos informar que devido a doença prolongada dentro da banda temos de cancelar as nossas datas em Portugal”.

Estávamos entusiasmados por tocar em Portugal pela primeira vez e só podemos pedir desculpa e agradecer o vosso apoio. Esperamos vir a Portugal em breve. Obrigado, BC,NR”, lê-se ainda na nota partilhada pela Galeria Zé dos Bois.

A sala de espectáculos e galeria artística do Bairro Alto informa ainda que os detentores de bilhete para a atuação, que estava agendada para o próximo domingo, 21 de novembro, devem entrar em contacto “com o serviço de apoio da BOL através do email ajuda@bol.pt, para que possam reaver o valor do bilhete”.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Já a organização do festival, que decorre entre esta sexta-feira, 19 de novembro, e sábado, 20, publicou uma mensagem dando conta de que os Black Country, New Road “não poderão, como todos esperávamos, atuar no Super Bock em Stock”.

[“O que ver e ouvir no festival Super Bock em Stock”, uma antevisão do festival no programa Isto Não Passa na Rádio, da Rádio Observador:]

O que ver e ouvir no festival Super Bock em Stock?

Face a este cancelamento, a organização do festival reformulou o seu programa. Foi anunciado um novo concerto para esta sexta-feira no Teatro Tivoli BBVA, do português The Legendary Tigerman (Paulo Furtado), tendo a atuação dos dinamarqueses Iceage sido transferida desta sala para o Coliseu dos Recreios, no sábado, 20. Fazem ainda parte do cartaz artistas e grupos como Django Django, Wet Leg, Jelani Blackman, David & Miguel, Benny Sings, Mundo Segundo & Sam the Kid, Lava La Rue, Acácia Maior, Priya Ragu e Jónatas Pires.

Formada em 2018, em Londres, a banda Black Country, New Road tem sete elementos e lançou o seu primeiro álbum completo em fevereiro deste ano. Intitulado For The First Time, o disco esteve na shortlist (uma espécie de seleção de favoritos) do Mercury Prize, o mais importante prémio da música britânica e que distingue anualmente o melhor álbum editado no país.

Também já descrito no Observador como uma “banda-sonora da bipolaridade”, For The First Time tem recebido muitos elogios da crítica musical internacional, sendo apontado como um dos discos mais importantes de rock alternativo nos últimos anos pela capacidade de inovação estética e por pôr o rock a dialogar com outros géneros musicais. O álbum terá sucessor já dentro de dois meses e meio: Ants from Up There, o segundo disco, será editado a 4 de fevereiro.

A primeira vez dos Black Country, New Road: dividir melómanos para (tentar) reinar