Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Despenhou-se esta quarta-feira no mar Mediterrâneo um caça britânico F-35, segundo avança o The Guardian.

O piloto, que teve de ser ejetado da aeronave, já foi resgatado, mas o avião de combate de 100 milhões de libras (cerca de 119 milhões de euros) acabou mesmo por cair na água.

O secretário de Defesa do Reino Unido, Ben Wallace, já explicou, segundo a BBC, que o piloto se encontra em segurança a bordo do HMS Queen Elizabeth, um porta aviões do Reino Unido que se encontra em águas mediterrânicas para exercícios militares.

Os exercícios vão continuar, apesar do incidente.

O HMS Queen Elizabeth possui oito F-35b britânicos e 10 dos Estados Unidos da América, que já realizaram cerca de 2 mil descolagens e aterragens nos últimos seis meses, sem que nenhum incidente de maior tivesse sido registado.

Alguns destes caças do Reino Unido tinham já participado em missões contra o Estado Islâmico no Iraque e na Síria.