Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

O primeiro-ministro francês, Jean Castex, anunciou, depois da reunião do Conselho de Defesa em Saúde, a vacinação contra a Covid-19 das crianças dos cinco aos 11 anos a partir de dia 15 de dezembro.

Primeiro serão as crianças em risco de desenvolver doença grave (360.000) e a partir do final do ano, a vacinação poderá ser estendida a todas as crianças dos cinco aos 11 anos, refere o órgão de comunicação francês LCI.

Esta é uma das medidas anunciadas pelo primeiro-ministro depois da reunião que decorreu esta segunda-feira. A preocupação deve-se ao facto de o vírus estar a circular mais depressa no país e de França estar com números mais altos que em outras ondas da pandemia, referiu Jean Castex.

As medidas em vigor a partir desta semana incluem:

  1. Escolas primárias: máscara obrigatória nos recreios a partir de quinta-feira; rastreio de todos os alunos se houver um caso positivo; turma em quarentena sempre que existam, pelo menos, três casos positivos;
  2. Vacinação de crianças dos cinco aos 11 anos que estejam em risco de doença Covid-19 grave, a partir de dia 15 de dezembro;
  3. Vacinação acima dos 65 anos em qualquer centro de vacinação sem marcação — o que equivalente à casa aberta;
  4. Teletrabalho: recomendação de dois a três dias de teletrabalho por semana no mínimo, para as empresas que o possam fazer;
  5. Espaços de lazer noturnos: bares e discotecas encerrados durante quatro semanas, a partir de sexta-feira;
  6. Eventos privados: recomendação para abrandar os festejos na esfera privada até à quadra natalícia;
  7. Festivais e mercados com restrições: sem bebidas, nem comidas;
  8. Máscara em espaços públicos interiores ou ao ar livre.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Esta segunda-feira, havia 12.096 doentes internados — mais 570 do que no dia anterior —, dos quais 2.191 em cuidados intensivos — mais 125 em 24 horas. No último dia foram registadas 192 mortes com Covid-19.

França já identificou 25 casos da variante Ómicron, 21 importados e quatro de transmissão comunitária.