Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Ao contrário do que aconteceu nos grupos de Sporting e FC Porto, que chegaram à última ronda em aberto entre o primeiro e o terceiro lugares, a passagem do Benfica pela fase inicial da Youth League acabou por fazer uma divisão clara entre os encarnados e o Dínamo Kiev, pelo lado positivo, e Barcelona e Bayern, no polo negativo. Ou seja, chegados à última ronda, portugueses e ucranianos tinham assegurado a passagem à fase seguinte da competição, estando apenas por decidir a primeira posição com direito a qualificação direta para os oitavos e o segundo posto com acesso ao playoff. E as águias tinham de ganhar.

Sporting vence Ajax com reviravolta, conquista primeiro lugar e chega pela primeira vez aos oitavos da Youth League

Apesar de ter começado a fase de grupos com uma pesada goleada sofrida na Ucrânia (4-0), os comandados de Luís Castro deram depois uma grande resposta com quatro vitórias consecutivas frente a Barcelona (4-0 no Seixal, 3-0 na Catalunha) e Bayern (4-0 em casa, 2-0 em Munique). Assim, aproveitando também o nulo dos ucranianos com os catalães, o Benfica dependia apenas de si para garantir a passagem direta, tendo na bancada o apoio especial de João Félix, avançado do Atl. Madrid que aproveitou a folga após o triunfo dos no Dragão frente ao FC Porto e foi ao Seixal ver a equipa do irmão Hugo (que começou no banco).

A maior venda de sempre do clube depois de seis meses ao mais alto nível no plantel principal campeão com Bruno Lage em 2019 foi um dos símbolos das três gerações dos encarnados que conseguiram chegar à final mas que acabaram depois por perder: a primeira, com Gonçalo Guedes, Romário Baldé, Hildeberto ou Pedro Rebocho, frente ao Barcelona por 3-0 (2014, temporada de estreia); a segunda, que misturava anos diferentes entre Rúben Dias, João Félix, Florentino, Gedson, Jota ou Diogo Gonçalves, frente ao Red Bull Salzburgo por 2-1 (2017); a terceira, com Gonçalo Ramos, Tiago Dantas, Paulo Bernardo, Tiago Araújo ou Úmaro Embaló, frente ao Real Madrid por 3-2 (2020, a última edição da prova).

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Agora, mesmo havendo sempre esse propósito maior de trabalhar para formar elementos que possam chegar ao conjunto principal, os encarnados voltavam a apontar ao título que a nível nacional foi apenas conquistado pelo FC Porto em 2019 e o encontro diante do Dínamo Kiev provou que estará numa primeira linha de candidatos, conseguindo o quinto triunfo seguido e assegurando a entrada direta nos oitavos, onde irá surgir como cabeça de série tal como o Sporting (o FC Porto acabou por ser eliminado).

Os ucranianos até começaram melhor a partida, com Voloshyn a acertar no poste e Samuel Soares a fazer uma grande defesa após remate de meia distância de Brazhko, mas o Benfica foi respondendo da melhor forma à pressão alta dos visitantes, fechando a primeira parte com um golo a uma minuto do intervalo: Diego Moreira cruzou da esquerda após um bom envolvimento ofensivo e Luís Semedo, a surgir isolado, rematou sem hipóteses para o 1-0 que premiava a forma como o conjunto de Luís Castro foi sabendo contornar as muitas dificuldades que o Dínamo Kiev conseguiu criar desde início do encontro.

No segundo tempo, a formação de leste voltou apostada em chegar a um empate que valeria o primeiro lugar do grupo, voltou a acertar no poste numa recarga de Voloshyn após defesa de Samuel Soares a uma excelente oportunidade de Brazhko, mas a expulsão do mesmo Brazkho por acumulação de amarelos a 13 minutos do final acabou por condicionar a reação dos visitantes, com o Benfica a segurar o avanço que tinha ganho na primeira parte e a assegurar a qualificação direta para os oitavos da Youth League, com Hugo Félix, irmão mais novo de João, a entrar em período de descontos entre muitos aplausos no Seixal.

Além das duas equipas portuguesas, já estão também apurados para os oitavos da Youth League PSG, Liverpool, Real Madrid, Manchester United, Red Salzburgo e Juventus. Seguem para o playoff de acesso aos oitavos Club Brugge, Atl. Madrid, B. Dortmund, Inter, Dínamo Kiev, Villarreal, Sevilha e Juventus, todos segundos classificados na fase de grupos da competição que terminou esta quarta-feira.