Olá

833kWh poupados com a
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

SpaceX: protótipo de nave Starship fez esta quinta-feira primeiro voo de teste completo

Elon Musk congratulou o feito através das redes sociais, afirmando que apesar da "perda de muitas peças e de uma asa danificada, a Starship conseguiu pousar suavemente no oceano".

epa11393376 The SpaceX Starship rocket takes off from the company's Starbase facility in Boca Chica, Texas, USA, 06 June 2024. This is the company’s fourth test flight attempt of the Starship rocket.  EPA/MICHAEL GONZALEZ
i

É com este modelo de nave que os Estados Unidos pretendem alunar novamente astronautas, em 2026, e ir a Marte

MICHAEL GONZALEZ/EPA

É com este modelo de nave que os Estados Unidos pretendem alunar novamente astronautas, em 2026, e ir a Marte

MICHAEL GONZALEZ/EPA

O protótipo da nave espacial Starship, da empresa norte-americana SpaceX, fez esta quinta-feira o seu primeiro voo de teste completo, ao regressar à Terra sem explodir após descolar do Texas, nos Estados Unidos.

Tratou-se do quarto voo de teste, sendo que dois dos anteriores terminaram no ano passado em explosões após a descolagem. Num terceiro voo de teste, em março último, a nave fez um voo orbital, mas perdeu-se antes da amaragem prevista.

À quarta foi de vez. Boeing enviou dois astronautas para o espaço

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

É com este modelo de nave que os Estados Unidos pretendem alunar novamente astronautas, em 2026, e ir a Marte. A última vez que astronautas pisaram a superfície da Lua foi em 1972.

Esta quinta-feira, o protótipo da Starship descolou às 13h50 (hora em Lisboa) da base da SpaceX em Boca Chica, no Estado do Texas, com a separação do módulo propulsor – chamado Super Heavy – a ocorrer aos três minutos de voo. Quatro minutos depois, o módulo amarou no Golfo do México conforme o previsto.

Decorrida uma hora e cinco minutos de voo orbital, a 160 quilómetros de altitude, a nave amarou de forma controlada no oceano Índico, a oeste da Austrália.

“Apesar da perda de muitas peças e de uma asa danificada, a Starship conseguiu pousar suavemente no oceano!”, congratulou-se o diretor-executivo da SpaceX, o magnata Elon Musk, na rede social X.

Do voo desta quinta-feira, para o qual a SpaceX fez atualizações de ‘software’ e ‘hardware’, nada foi recuperado, embora a nave seja concebida para ser reutilizável.

Acoplados, a Starhip e o Super Heavy formam o veículo espacial mais potente do mundo, com 121 metros de altura (é mais alto do que o Santuário do Cristo-Rei, em Almada).

 
Assine um ano por 79,20€ 44€

Não é só para chegar ao fim deste artigo:

  • Leitura sem limites, em qualquer dispositivo
  • Menos publicidade
  • Desconto na Academia Observador
  • Desconto na revista best-of
  • Newsletter exclusiva
  • Conversas com jornalistas exclusivas
  • Oferta de artigos
  • Participação nos comentários

Apoie agora o jornalismo independente

Ver planos

Oferta limitada

Já é assinante?
Apoio a cliente

Para continuar a ler assine o Observador
Assine um ano por 79,20€ 44€
Ver planos

Oferta limitada

Já é assinante?
Apoio a cliente

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Para ler este artigo grátis, registe-se gratuitamente no Observador com o mesmo email com o qual recebeu esta oferta.

Caso já tenha uma conta, faça login aqui.

Apoie o jornalismo. Leia sem limites. Verão 2024.  
Assine um ano por 79,20€ 44€
Apoie o jornalismo. Leia sem limites.
Este verão, mergulhe no jornalismo independente com uma oferta especial Assine um ano por 79,20€ 44€
Ver ofertas Oferta limitada