Um homem, de 61 anos, foi detido pela Polícia Judiciária por suspeita da autoria de sete crimes de incêndio que destruíram um total de 3,5 hectares de floresta nas freguesias de Carregueira e Pinheiro Grande, no concelho da Chamusca.

Num comunicado divulgado esta terça-feira, a PJ adianta que o homem — já referenciado pela GNR e também por esta força de segurança em três incêndios no ano passado, na freguesia de Vale da Vaca, também na Chamusca (distrito de Santarém) — voltou a atear um fogo no domingo e seis na segunda-feira.

O detido “ateou o fogo através de chama direta, por utilização de isqueiro, aplicado na vegetação seca, tendo provocado danos em área arborizada”. “O fogo só não atingiu maiores proporções devido à pronta intervenção dos bombeiros”, refere a PJ.

O detido vai ser presente às autoridades judiciárias competentes para aplicação das medidas de coação.

A PJ destaca ainda a articulação na comunicação destas ocorrências com os mestres florestais da GNR — Serviço de Proteção da Natureza e do Ambiente de Torres Novas, sublinhando ser fundamental para o combate a este tipo de crime.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR