Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

É um dos livros mais esperados do ano, cujo lançamento conseguiu adiar por dois dias o anúncio do vencedor do Booker Prize. O primeiro volume das memórias políticas de Barack Obama é publicado esta terça-feira, dia 17, simultaneamente em 25 idiomas em todo o mundo. Em Portugal, a edição é da Objetiva, com o título “Uma Terra Prometida” (“Promised Land” no original).

Quando anunciou a publicação do livro, em setembro, Barack Obama, que foi Presidente dos EUA entre 2009 e 2017, escreveu no Twitter: “É uma sensação muito especial ter terminado um livro e estou orgulhoso dele”. Acrescentou que tentou oferecer “um relato honesto” da sua presidência e uma reflexão sobre “como diluir divisões e fazer a democracia funcionar para todos”.

“Uma Terra Prometida” tem 850 páginas, um primeiro volume de memórias políticas que vai da formação política de Obama até às primeiras decisões do mandato que conquistou, pela primeira vez, a 4 de novembro de 2008. Este é o terceiro livro de Barack Obama, que escreveu “Dreams From my Father” e “The Audacity of Hope”.

O Observador publica um excerto do livro, parte de um capítulo em que Obama revela detalhes da sua primeira participação numa reunião do G20 e as suas impressões sobre alguns dos mais importantes líderes políticos europeus.

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.