Soares

7 de janeiro

Mário Soares, ex-Presidente da República, morreu no dia 7 de janeiro de 2017. Estava acamado há vários dias, em casa, quando sofreu um “agravamento do seu estado geral” de saúde que obrigou ao internamento na unidade de cuidados intensivos da Cruz Vermelha. Deu entrada no hospital no dia 13 de dezembro de 2016.

JOÃO PORFÍRIO

Marcelo

3 de fevereiro

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, corre com crianças no Bairro da Horta Nova, em Lisboa, após ter almoçado com um casal ex-sem-abrigo.

MIGUEL A. LOPES/LUSA

Juramento

20 de janeiro

Donald Trump tomou posse como 45.º Presidente dos Estados Unidos no dia 20 de janeiro de 2017. Prestou juramento às 12h locais (17h em Lisboa), sucedendo no cargo a Barack Obama.

AFP/Getty Images

Óscares

27 de fevereiro

O que só acontece nos piores pesadelos, aconteceu debaixo dos olhares de meio mundo: foi anunciado que “La La Land” era o vencedor do Óscar de Melhor Filme, só que não. Alguém tinha trocado os envelopes e o vencedor era “Moonlight”.

AFP/Getty Images

Síria

15 de março

Em março de 2011, os protestos na Síria para uma mudança no regime que governava o país desde a década de 1970 começaram pacificamente mas acabaram num conflito extremo. Segundo estimativas da ONU, custou mais de 400 mil vidas e criou mais de 10 milhões de refugiados.

KARAM AL-MASRI

Peru

16 de março

As cheias que ocorreram em várias regiões do Peru, desde dezembro, fizeram 85 mortos e 23 desaparecidos, principalmente no dia 16 de março, com a intensificação das chuvas. Devido às cheias, 11 regiões de um total de 25 decretaram o estado de emergência.

Pedro Dias

17 de março

O arguido pelos crimes de homicídio e roubo, Pedro Dias, sai da carrinha celular acompanhado por elementos do GISP, à chegada ao Tribunal de São Pedro do Sul, onde está a ter lugar o julgamento.

NUNO ANDRÉ FERREIRA/LUSA

Londres

22 de março

Um ataque terrorista paralisou o centro de Londres. O homem atropelou dezenas de pessoas na ponte de Westminster e, perto do Parlamento, esfaqueou um polícia até à morte. O terrorista foi abatido. Houve um português ferido neste ataque, Francisco Lopes, de 26 anos.

REUTERS

Rússia

27 de março

A fotografia de Olga Lozina a ser detida em Moscovo tornou-se um dos símbolos dos protestos contra a corrupção na Rússia, em que pelo menos 500 pessoas foram detidas, entre as quais o líder da oposição Alexei Navalni e o correspondente do jornal britânico The Guardian, Alec Luhn.

Brexit

28 de março

A primeira-ministra, Theresa May, assina a carta com a qual o Reino Unido solicita formalmente a sua saída da União Europeia, depois de 44 anos como membro. No documento de seis páginas é invocado o Artigo 50 do Tratado de Lisboa.

Busto

29 de março

O Aeroporto Internacional da Madeira passou a ter o nome do futebolista Cristiano Ronaldo. Porém, foi o busto de CR7 que chamou a atenção de todos na cerimónia. “Cristiano Ronaldo tem um aeroporto baptizado em sua honra… e um busto duvidoso”, escreveu o jornal The Guardian.

Alepo

15 de abril

Este é o momento em que um fotojornalista freelancer larga a sua câmara para salvar a vida de uma criança que ficou ferida numa explosão de um carro-bomba junto a vários autocarros com civis, em Alepo. A cidade síria foi cenário de uma batalha sangrenta.

Venezuela

19 de abril

Os venezuelanos voltaram às ruas contra o Presidente Maduro numa onda de violentos protestos que decorreram desde o início do mês de abril. O número de mortos desde o início dos protestos, que pediam a demissão do Presidente, chegou a 25.

RONALDO SCHEMIDT/AFP/Getty Images

Amizade

22 de abril

O Sporting recebeu na manhã de 22 de abril o Benfica na Academia de Alcochete, num jogo a contar para a 4ª jornada da 3ª fase do Campeonato Nacional de Juniores C. Os dois jogados, Fábio Silva e Eduardo Quaresma, abraçaram-se no fim do jogo, mostrando que não existem ‘clubismos’.

Filipe Amorim / Global Imagens

Protestos

1 de maio

Manifestantes e polícia entraram em confrontos no 1.º de maio, em Paris. Um grupo de pessoas mascaradas misturou-se ao protesto e arremessou pedras e outros objetos contra a polícia, que respondeu com gás lacrimogéneo. Três polícias ficaram feridos.

Macron

7 de maio

Emmanuel Macron ganhou as eleições presidenciais francesas a 7 de maio. Foi o primeiro independente a conquistar a presidência do país, na história da Quinta República francesa. Aos 39 anos, Macron tornou-se o mais jovem presidente eleito de França.

Papa

12 de maio

O Papa Francisco veio a Portugal nos dias 12 e 13 de maio, nas celebrações do centenário das aparições de Fátima. Francisco viajou como peregrino e não como Chefe de Estado do Vaticano. Procedeu à canonização dos pastorinhos Francisco e Jacinta Marto.

JOÃO PORFÍRIO

Salvador

13 de maio

O cantor português Salvador Sobral venceu a final do Festival Eurovisão da Canção disputada em Kiev, na Ucrânia, com a música “Amar Pelos Dois”. Salvador conseguiu a pontuação de 758 pontos, a mais alta pontuação de sempre num Festival da Eurovisão. Portugal nunca tinha ganho a competição.

Getty Images

Tetra

13 de maio

O Benfica sagrou-se tetracampeão pela primeira vez na sua história, depois de golear o V. Guimarães na Luz, por 5-0, na penúltima jornada do campeonato. Foi o 36.º campeonato nacional ganho pelos encarnados, que, assim, igualam um feito já alcançado por Sporting e FC Porto.

Muros

22 de maio

O presidente dos EUA, Donald Trump, visitou o Santo Sepulcro e o Muro das Lamentações, lugares sagrados do Cristianismo e do Judaísmo, na Cidade Velha de Jerusalém. Trump foi o primeiro presidente dos Estados Unidos, em atividade, a visitar estes locais.

Marido

25 de maio

A foto oficial das primeiras-damas dos líderes da NATO contou com a presença de Gauthier Destenay, casado com o primeiro-ministro do Luxemburgo, Xavier Bettel.

Incêndio

14 de junho

Um incêndio num prédio residencial de 24 andares no oeste de Londres fez 71 mortos. As chamas destruíram o edifício Grenfell Tower por completo, com cerca de 120 apartamentos.

A tragédia

17 de junho

No dia 17 de junho de 2017, um incêndio deflagrou em Pedrógão Grande fazendo 64 vítimas mortais e mais de 250 feridos. A calamidade, atingiu a zona Centro, comoveu o país e levantou questões sobre a atuação do Estado e das autoridades.

Paulo Cunha/LUSA

A estrada

18 de junho

O IC8, que liga Pombal a Proença-a-Nova, foi uma das várias estradas que foram cortadas a 17 de junho, na sequência de um incêndio que deflagrou em Pedrógão Grande, no distrito de Leiria. 64 pessoas morreram na sequência deste fogo.

JOÃO PORFÍRIO/OBSERVADOR

Marcelo

18 de junho

Marcelo chegou ao local no dia 17 à noite e deu um abraço emocionado ao secretário de Estado. Deu, também, uma palavra de ânimo e conforto aos que ainda continuavam a combater o incêndio de Pedrógão Grande. E precipitou-se, dizendo que “o que se fez foi o máximo que se podia fazer”.

Portugal

28 de junho

A seleção portuguesa de futebol foi eliminada nas meias-finais da Taça das Confederações de futebol, ao perder com o Chile, por 3-0, no desempate por grandes penalidades.

MÁRIO CRUZ/LUSA

Casamento

30 de junho

O Parlamento alemão aprovou o casamento entre pessoas do mesmo sexo. Angela Merkel votou contra, mas disse esperar que esta votação traga “coesão e paz social”.

Protestos

6 de julho

Polícias e manifestantes entraram em confronto nas ruas de Hamburgo na véspera do encontro do G20. Várias pessoas ficaram feridas e inúmeras foram detidas. O protesto havia sido convocado por grupos de extrema-esquerda.

FILIP SINGER/EPA

Incêndios

25 de julho

Mais de 1500 operacionais, 491 meios terrestres e 16 meios aéreos estiveram a combater os dois incêndios nos distritos de Castelo Branco e Santarém, sendo que o fogo que teve início na Sertã e se estendeu a Mação e Proença-a-Nova foi o que mereceu maior preocupação.

JOÃO PORFÍRIO/OBSERVADOR

Avioneta

2 de agosto

Uma avioneta aterrou de emergência no areal da praia de São João da Caparica, e fez dois mortos: uma criança e um adulto. Os dois ocupantes saíram ilesos e estão com termo de identidade e residência.

JOÃO PORFÍRIO/OBSERVADOR

A Volta

6 de agosto

A 79.ª Volta a Portugal em bicicleta passou por vários locais que foram atingidos pelos grandes incêndios da zona centro do país.

Filipe Amorim/Global Imagens

Barcelona

17 de agosto

Os atentados em Barcelona, nas Ramblas, aconteceram a 17 de agosto de 2017. Um homem, numa carrinha, atropelou propositadamente várias pessoas que passeavam na rua, matando 13 pessoas e ferindo pelo menos outras 100. Duas portuguesas, avó e neta, morreram na sequência deste ataque.

EFE

Angola

23 de agosto

O MPLA, partido no governo há 38 anos, manteve a maioria qualificada, apesar da forte quebra da votação face às eleições gerais de 2012. João Lourenço é eleito como novo Presidente.

MANUEL DE ALMEIDA/EPA

Harvey

25 de agosto

O furacão de nível 4, com ventos superiores a 200km/h, provocou 91 mortos e prejuízos de pelo menos 170 milhões de euros. Foi o furacão mais forte a atingir os Estados Unidos desde 2005 e deixou ainda cerca de 30 mil pessoas desalojadas.

Irma

6 de setembro

O furacão Irma provocou ventos acima dos 300 quilómetros por hora, passando por várias ilhas das Caraíbas, incluindo Cuba, e pelos Estados Unidos, principalmente pelo estado da Florida. Provocou 134 mortos.

Getty Images

Rei Ghob

18 de setembro

Francisco Leitão foi condenado a 17 anos de prisão por oito crimes de violação e quatro de pornografia de menores. “O senhor destruiu a vida destas pessoas”, considerou a juíza.
O homem de 48 anos estava acusado de 542 crimes de violação de 12 menores que frequentaram a sua casa na pequena aldeia da Carqueja.

JOÃO PORFÍRIO/OBSERVADOR

Terramoto

19 de setembro

Um terramoto de magnitude 7,1 atingiu o centro do México, causando mais de 200 mortos em vários estados. Na Cidade do México, dezenas de pessoas, incluindo crianças, morreram numa escola. Foi decretado luto de três dias no país.

Getty Images

Merkel

24 de setembro

O resultado das eleições alemãs valeu um quarto mandato para Angela Merkel à frente do governo federal. O seu partido, União Democrata Cristã (CDU), obteve 32,8% dos votos. A novidade foi a ascensão dos populistas da Alternativa para a Alemanha (AfD), que se estreiam assim no Parlamento após conquistarem 13%.

Autárquicas

1 de outubro

As eleições autárquicas, a 1 de outubro, ficaram marcadas por uma derrota histórica do PSD. Dias depois, Passos Coelho anunciou que não voltaria a candidatar-se à liderança do partido.

MIGUEL A. LOPES/EPA

Catalunha

1 de outubro

Os eleitores da Catalunha votaram num referendo para independência marcado à margem da lei. Foi um dia marcado por confrontos violentos entre polícias e civis. O líder do governo catalão, Carles Puigdemont, defendeu que a Catalunha ganhou “o direito de ser um Estado independente” após a votação.

Sócrates

11 de outubro

O ex-primeiro-ministro José Sócrates é acusado de 31 crimes, entre eles três de corrupção passiva de titular de cargo político, dezasseis de branqueamento de capitais, nove de falsificação de documentos e três de fraude fiscal qualificada.

JOÃO PORFÍRIO/OBSERVADOR

Leiria

15 de outubro

A imagem do fotógrafo João Mourinho impressionou devido à dimensão as chamas e o fumo, em Vieira de Leiria. Os incêndios resultaram em 45 mortos. Foi decretado um luto nacional de três dias.

Afetos

19 de outubro

A visitar a zona dos incêndios, Marcelo Rebelo de Sousa vê Manuel Francisco Nascimento. Ao volante de um microcarro, o homem de 82 anos não chega a levantar-se. O Presidente da República abre a porta do pendura e senta-se ao lado do homem, que começa a chorar copiosamente. “Não tenho palavras, senhor professor.”

JOÃO PORFÍRIO/OBSERVADOR

Massacre

2 de novembro

Um homem abriu fogo durante um festival de música country em Las Vegas e deixou mais de 50 mortos e 500 feridos. Os disparos foram feitos do 32.º andar do hotel Mandalay Bay. O atirador foi encontrado morto no local após se ter suicidado.

Web Summit

6 de novembro

O dia de abertura da Web Summit juntou Paddy Cosgrave, o primeiro-ministro, António Costa e o presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina. É a maior conferência de empreendedorismo, tecnologia e inovação da Europa, que decorreu em Lisboa pela primeira vez no ano de 2016.

JOÃO PORFÍRIO/OBSERVADOR

Cheias

15 de novembro

As cheias castigaram municípios da região de Ática, em Atenas. Em alguns locais, a água chegou aos dois metros de altura. A cidade de Mandra foi a mais atingida. Pelo menos 15 pessoas morreram e várias ficaram feridas.

Kim

28 de novembro

A Coreia do Norte lançou um novo míssil em direção ao leste, afirmou a Coreia do Sul. Segundo os EUA, trata-se de um míssil balístico intercontinental, que voou cerca de mil quilómetros antes de cair no Mar do Japão. O Japão estima que o projétil tenha voado por cerca de 50 minutos.

Zé Pedro

30 de novembro

Zé Pedro morreu, em casa, aos 61 anos. O músico dos Xutos e Pontapés tinha sido submetido a um transplante de fígado em 2011, por causa de uma hepatite C. Nas cerimónias fúnebres, largas centenas de pessoas despediram-se de Zé Pedro, numa cerimónia emotiva.

JOÃO PORFÍRIO/OBSERVADOR

Jerusalém

8 de dezembro

A decisão dos Estados Unidos de reconhecer Jerusalém como capital de Israel levou a protestos violentos na Cisjordânia, Faixa de Gaza e Jerusalém Oriental. Confrontos entre manifestantes palestinos e soldados israelenses deixaram centenas de feridos e vários mortos.

Raríssimas

20 de dezembro

Paula Brito e Costa demitiu-se do cargo de presidente da Raríssimas, acusada de gestão danosa mas mantém-se como diretora-geral da associação. Brito e Costa saiu da Casa dos Marcos, ao lado do marido, completamente disfarçado, no dia 20 de dezembro.

JOÃO PORFÍRIO/OBSERVADOR