Romã

Encontramos romãs em qualquer lado do mundo mas, originalmente, elas surgiram na fronteira entre a Índia e o Irão. A forma mais fácil de as “descascar” é cortando ao meio, pôr a mão numa das parte interiores e, sobre uma taça, bater com uma colher na casca – os bagos soltam-se com facilidade. Evite as mais moles.

Getty Images/iStockphoto

Amêndoa

Sabia que as amêndoas são da família dos pêssegos, nectarinas e outros frutos com caroço? Este alimento tão característico da zona do Mediterrâneo e do Médio Oriente é um dos que menos calorias tem. Evite comer as mais azedas, se as ingerir em grandes quantidades pode vir a ter problemas de saúde graves.

Getty Images/iStockphoto

Batata-doce

Por serem ricas em hidratos de carbono e proteína (entre outras coisas), são um dos alimentos favoritos dos desportistas. As mais tenras e saborosas são as pequenas/médias e devem ser consumidas em uma semana depois da compra. Existem as laranjas e as cor de creme pálido.

Getty Images/iStockphoto

Espinafres

O alimento favorito do Poppeye é também um dos vegetais mais populares do mundo. Podem ter folhas lisas ou ligeiramente encaracoladas e as melhores são as que têm uma cor verde viçosa. Guarde-as num saco perfurado no frigorífico mas lave só antes de comer, para evitar que apodreçam antes do tempo.

Getty Images/iStockphoto

Alface

Existem mais de 10 variedades de alfaces, cada uma com as suas características: umas com folhas mais firmes, outras mais suaves, por exemplo. As melhores são as mais frescas, por isso evite aquelas que tenham as folhas mais murchas e/ou amareladas. No frigorífico, as alfaces mais suaves aguentam dois dias.

Getty Images/iStockphoto

Marmelo

Pele suave, aroma intenso e carne sensível ao toque, embora firme: é assim o marmelo ideal. Comidos crus, estes frutos tem um forte travo a amargo, daí serem quase sempre cozinhados antes de comer: veja-se o exemplo da marmelada. São também uma das frutas com maior prazo de validade, aguentam um mês.

Getty Images/iStockphoto

Abóbora

Quando aparecem é sinal que está aí a chegar o tempo frio. De várias formas e espécies, estes vegetais são uma “bomba” de fibra e funcionam bem tanto como acompanhamento como em sopas, por exemplo. Experimente pôr uma inteira no forno durante duas horas: quando tirar, corte a pele e tire o interior com uma colher.

Getty Images/iStockphoto

Bróculos

Este vegetal da família das couves deteriora-se rapidamente quando está em contacto com o ar, daí haver muitos sítios que os vendem embrulhados em película. Procure os que não são vendidos assim e aparentem ter um ar fresco e verde. Quando começam a ficar amarelados já perderam o seu potencial

Getty Images/iStockphoto