Um cabeleireiro e um café: o Estado da Nação visto de fora do Parlamento /premium

10 Julho 2019

A Assembleia da República recebe o último debate do Estado da Nação da legislatura. O Observador foi ouvir a população e as maiores criticas foram dirigidas a quem vai estar dentro do Parlamento.

Nos Estados Unidos da América, o “State of the Union” é um dos momentos marcantes do ano político. Em Portugal, o Estado da Nação nasceu em 1993, com Cavaco Silva como primeiro-ministro. A ideia, de inspiração marcadamente norte-americana e que passa ao lado da maioria dos portugueses – é um momento vivido sobretudo pela “bolha” politico-partidária –, tem sido o palco de estreia de muitos dos protagonistas do futuro e o fim de outros.

A quatro meses das eleições legislativas, as sondagens continuam a apontar uma vantagem clara para o Partido Socialista, mas as greves intensificam-se, os problemas nos serviços públicos ganham outra relevância e o ambiente entre os parceiros à esquerda vai-se deteriorando. O Observador deixou a tal “bolha” da Assembleia da República e foi para a rua avaliar o Estado da Nação, em alguns dos locais onde os portugueses se sentem mais confortáveis.

Num cabeleireiro e num café de bairro fizemos apenas com uma pergunta: que mudanças teve a sua vida nos últimos 4 anos? As respostas vieram quase sempre com desânimo, das falhas nos serviços públicos, às carreiras dependentes do Estado e à economia das famílias. Há quem diga que faltam apoios, médicos, trabalho, trocos e até esperança.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: mdias@observador.pt
Estado da Nação

O Estado Psicológico da Nação /premium

Paulo Trigo Pereira

O estado psicológico do país é função, em grande medida, de como cada um ajusta, ou não, as suas aspirações à realidade do país que, estando inequivocamente melhor, defronta ainda importantes desafios

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)