O português que devolve cor a edifícios históricos /premium

Usa pigmentos vindos do fundo da terra (e até de animais) e devolve a prédios antigos a vida que já tiveram. Inspirado na Lisboa da sua infância, destaca-se em Londres a fazer o que mais ninguém faz.

Por Cátia Bruno