Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Domingos Estanislau tem 72 anos. É presidente do Clube Futebol Benfica desde 1987. Nasceu no Algarve mas foi viver para Benfica, freguesia pela qual se considera “apaixonado”, ainda adolescente. É a cara e a alma do clube a que todos se referem como “Fofó”: mas a que ele, sem qualquer descuido, se refere sempre como Futebol Benfica. Pelo meio, escreveu um livro sobre o tempo que passou em Moçambique durante a Guerra Colonial e ainda sobre a sua experiência como autarca.

Pelo Estádio Francisco Lázaro, o campo do “Fofó”, passaram Gelson Martins, Rúben Semedo e Ricardo Pereira. E Paulo Bento, cuja carreira teria sido bem diferente se um tesoureiro do Futebol Benfica não tivesse ido a um encontro de tupperwares em Mem-Martins nos final dos anos 80. Domingos foi pai, líder e conselheiro de todos eles e mantém um contacto permanente com todos os jogadores que passaram um dia pelo clube da rua Olivério Serpa, junto ao Mercado de Benfica.

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.