Dark Mode 113kWh poupados com o Asset 1
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Hoje é um bom dia para mudar os seus hábitos. Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

SPIN2016: Empreender é apaixonante

A montra do empreendimento universitário reuniu 3.000 pessoas, ao longo de três dias, em Santiago de Compostela e distribuiu 100.000 euros em prémios que vão ajudar a materializar novos projetos.

O SPIN2016 é o maior evento de empreendedorismo universitário da região ibero- americana é organizado pela RedEmprendia com o apoio do Banco Santander. Realizado a cada dois anos, a edição deste ano decorreu entre 29 de setembro e 1 de outubro na Cidade da Cultura da Galiza, em Santiago de Compostela. Mais de 70 personalidades proeminentes do mundo da ciência e tecnologia, da cultura, do desporto e das universidades partilharam a sua história em conferências, workshops e espaços de diálogo com o objetivo de inspirar e fortalecer o talento empresarial dos jovens.

Houve seminários sobre projetos de investimento, aconselhamento jurídico, direitos de propriedade intelectual, exportação, crowdfunding, marketing nas redes sociais, elaboração de pitch, oportunidades geradas pelas tecnologias, enfim, um vasto leque de temáticas endereçadas à paixão pelo empreendedorismo.

Num evento apoiado por empresas como a Google e a Paypal, que contou com a participação de cerca de 50 business angels, investidores e representantes de fundos de capital de risco internacionais, o objetivo de todos era obter apoio e financiamento para realizar os seus projetos.

Ao todo foram repartidos prémios e apoios de valor superior a 100.000 euros para as melhores ideias, projetos e empresas nos três programas de apoio: Model2Market, SmartMoney4Stars e SPIN Way. Os cinco vencedores do Model2Market conseguiram financiamentos de 10.000 euros cada e o acesso aos programas da RedEmprendia para que as suas iniciativas empresariais continuem a crescer. Dos projetos portugueses a concurso, nenhum chegou à final.

Model2Market (M2M)

Na edição deste ano do Model2Market inscreveram-se 464 projetos universitários de 12 países, tendo sido selecionados apenas os 30 melhores para chegar à final. Os empreendedores finalistas tiveram ainda oportunidade de participar numa ação de formação intensiva do IC2 Institute da Universidade do Texas ao longo de três dias. Esta aprendizagem foi fundamental para aperfeiçoar propostas e conquistar um lugar na Pitch Competition que decorreu no último dia do SPIN2016.

O concurso Model2Market atribuiu cinco prémios no valor total de 100.000 euros. Cada prémio tem o valor monetário de 10.000 euros por projeto, sendo o restante valor aplicado em processos de assessoria e no acesso aos programas internacionais de apoio ao empreendedorismo da RedEmprendia. Entre os projetos selecionados para participar no programa Model2Market estiveram dois projetos portugueses: Retrivr (Universidade de Aveiro) e Stay on Track (Universidade do Porto).

Retrivr é uma plataforma de partilha de contactos pessoais e profissionais, simples e intuitiva, entre dispositivos móveis através de bluetooth. Desenvolvida pela dupla de empreendedores Gracinda Ferreira e Gustavo Bica, formados na Universidade de Aveiro, é uma alternativa digital aos cartões-de-visita tradicionais, que acrescenta novas funcionalidades para melhorar o networking entre os utilizadores.

"A experiência do SpinWay permitiu a estes jovens universitários conhecerem outras realidades e diferentes culturas, numa dinâmica essencial para crescer como empreendedores".

O sistema oferece ferramentas de publicidade não-invasiva projetadas para marcas ou serviços que pretendam atingir públicos-alvo de forma diferenciada. Outra vantagem da aplicação, que pretende redefinir a rede social e poupar árvores ao extinguir o uso de cartões impressos, passa pela possibilidade de fidelizar audiências e clientes das marcas.

Além disto, a Retrivr também pode ser usada para incentivar os colaboradores das empresas, permitindo obter métricas exatas sobre o networking que acontece no âmbito da sua atividade e facilitando a avaliação de desempenho.

Stay on Track é uma aplicação móvel dirigida a nutricionistas, treinadores e preparadores físicos que lhes permite interagir em tempo real com os seus clientes, sejam pacientes ou desportistas. A equipa formada por António Teixeira, Bruno Araújo, Isabel Pereira e Sana Ayadi, todos da Universidade do Porto, desenvolveu a ferramenta que torna possível criar e partilhar dietas personalizadas, bem como os respetivos planos de treino, devidamente adaptados às exigências de cada caso.

O programa Model2Market é uma forma de conseguir maior exposição internacional para os projetos e uma oportunidade para testar as aplicações. Uma semana em contacto direto com outros jovens empreendedores, empresários e investidores num contexto internacional que é vista pelos participantes como um privilégio e uma experiência de crescimento.

Participar numa competição como esta é uma excelente preparação para estes jovens empresários e uma oportunidade para obter financiamento, além do aconselhamento para a melhoria contínua dos projetos. Para além dos participantes portugueses, entre os finalistas do Model2Market encontrámos projetos provenientes de universidades de Espanha, Brasil, México, Argentina, Peru, Colômbia, Equador e Uruguai.

Foi nesta competição que o projeto da AddVolt para o aproveitamento e conservação de energia em veículos pesados de mercadorias, já comercializado como WeTruck, alcançou o segundo lugar, no âmbito do SPIN 2014, realizado na Cidade do México.

Na altura, a equipa da Universidade do Porto recebeu o impulso que faltava para lançar o negócio no mercado ao conquistar um prémio monetário que ajudou a iniciativa de negócio a tornar-se realidade. O WeTruck mantém-se como nome de produto destinado à recuperação e armazenamento de energia elétrica em veículos refrigerados, mas pode ser adaptado a outros veículos.

15710293385_ce665be76e_k

Nesta fase a empresa já identificou as frotas de camiões de recolha de lixos e recicláveis, que realizam muitas travagens nos percursos urbanos, como potenciais utilizadores do sistema que tem evidentes vantagens financeiras e ecológicas. No SPIN2016 a AddVolt também esteve presente, como expositor a apresentar a evolução ao longo dos últimos dois anos, mas também no papel de jurado para dar feedback e aconselhamento aos novos concorrentes na edição deste ano do Model2Market.

SmartMoney4Stars (SM4S)

Nesta competição para startups e spin-offs universitárias que desejam crescer, internacionalizar-se ou redimensionar o seu negócio, os jovens empreendedores encontram uma oportunidade para obter financiamento. Este programa de aceleração e forum de investimento internacional reuniu os principais investidores, fundos de capital de risco, incubadoras e business angels de Espanha, Portugal e da América Latina com as empresas mais inovadoras da região ibero- americana.

Das 114 candidaturas submetidas foram selecionados apenas 15 negócios finalistas, entre eles duas empresas portuguesas que aproveitaram o SPIN2016 para ampliar a sua base de reconhecimento junto da comunidade empresarial: o Explicas- me? e a Vetherapy.

O Explicas-me? conta já com 18 meses de atividade e procura agora expandir-se para o Brasil e para outros países da UE. Trata-se de uma plataforma inovadora que permite a qualquer estudante procurar de forma rápida e intuitiva os explicadores e centros de estudo mais próximos, ou melhor reputados, na sua área de residência.

Um serviço aberto e gratuito para todos os alunos e pais, o Explicas-me? é um projeto iniciado por um grupo de empreendedores que pretende simplificar o encontro entre alunos e explicadores através de uma base de dados nacional de professores e centros de explicações.

Criada em 2015, a Vetherapy atua no campo da medicina regenerativa veterinária e engenharia de tecidos, sendo a primeira empresa biotecnológica portuguesa a tornar acessíveis ao mercado diversos produtos com elevado potencial terapêutico.

15090358694_123e189843_k

Além do serviço de criopreservação, a empresa disponibiliza tratamentos que incluem o uso de células estaminais, plasma rico em fatores de crescimento e diferentes biomateriais que promovem a regeneração dos tecidos visando a rápida recuperação da forma física dos animais.

15 finalistas. Uma oportunidade única

Os 15 finalistas tiveram oportunidade de apresentar os seus projetos de negócio perante mais de meia centena de empresários, business angels e investidores de fundos internacionais que participaram no fórum SmartMoney4Stars.

Este programa corresponde a quatro dias de aceleração intensiva com formação e assessoria especializada. As empresas podem instalar um stand para dar a conhecer os projetos e têm oportunidade de organizar reuniões B2B onde podem explorar vias de colaboração e negócio. No Fórum SM4S realizam-se também encontros privados entre investidores internacionais e startups universitárias para criar novas oportunidades.

Este ano houve ainda lugar para a novidade do SpinWay, uma aventura pessoal e um desafio empresarial ao longo dos últimos 100 quilómetros do Caminho de Santiago, percorridos em apenas quatro dias por 10 equipas de estudantes universitários da região ibero-americana.

"O SPIN2016 cumpriu as expetativas de reunir o melhor do empreendedorismo universitário no espaço de influência ibero-americana".

Enquanto caminhavam como peregrinos os jovens empreendedores, selecionados entre mais de 300 candidaturas de 18 países, tiveram uma oportunidade invulgar para desenvolver as suas ideias de negócio e amadurecer conceitos. A experiência do SpinWay permitiu a estes jovens universitários conhecerem outras realidades e diferentes culturas, numa dinâmica essencial para crescer como empreendedores.

Os prémios

Após um rigoroso processo de seleção e acompanhamento, que teve o apoio do Instituto IC2 da Universidade do Texas e passou ainda por uma emocionante competição de pitch, o júri decidiu atribuir os prémios SPIN2016 a:

Prémio Model2Market – Fundação Cidade da Cultura da Galiza: ConAcción – Colombia, Universidad Autónoma del Caribe.

Prémio Model2Market – Universia: GenDR – Espanha, Universidade de Santiago de Compostela.

Prémio Model2Market – Indra: Light Energy – España, Universidad de Valladolid.

Prémio Model2Market – Diputación de A Coruña: MediPrint – México, Universidad Nacional Autónoma de México.

Prémio Model2Market – Santander Universidades: Sencillo – Perú, Universidad del Pacífico.

No programa SmartMoney4Stars foram três as empresas com direito a um reconhecimento especial pela atração gerada junto dos investidores participantes e também pelo seu potencial de crescimento:

Distinção SmartMoney4Stars – Igape: FuVeX (Navarra – España). Distinção SmartMoney4Stars – Rousaud Costas Duran: Closca (Valencia – España).

Distinção SmartMoney4Stars – Tecnocom: FixYou (México).

Finalmente, no SpinWay também foram atribuídos três prémios para as equipas de estudantes que mostraram o melhor desempenho na resolução de desafios comerciais colocados por empresas como a PayPal, Maeloc e Gás Natural Fenosa.

Participaram 10 equipas de estudantes universitários de toda a América Latina que desenvolveram ideias de negócio inovadoras enquanto caminhavam os últimos 100 quilómetros do Caminho de Santiago, com o apoio de mentores da Universidade de Santiago de Compostela, da Universidade Nacional de La Plata (Argentina) e do Tecnológico de Monterrey (México).

Os prémios foram atribuídos a:

– Distinção SpinWay – Maeloc: Venopro – Alexandra Holguin (Rep. Dominicana), Dairon Lalin (Honduras) e Dayana Querales (Venezuela);
– Distinção SpinWay – PayPal: Kinetic Koala – Alejandro Morffis (Cuba), Consuelo Mahn (Chile) e Julia Benitez (Paraguai);
– Distinção SpinWay – Gas Natural Fenosa – Energy Mam: Andrea Fuentes (Espanha), Itzel Garnica (México) e Mauricio Soto (Costa Rica).

O SPIN é organizado pela RedEmprendia, uma rede composta por 28 universidades de oito países, que desenvolve programas internacionais de apoio à criação e consolidação de empresas com base em talento e conhecimento gerado na universidade. Com a colaboração de mais de 50 entidades, tem o apoio do Banco Santander, através do Santander Universidades, da Universidade de Santiago de Compostela, da Fundação Cidade da Cultura da Galiza e da Junta da Galiza.

Uma oportunidade única para partilhar experiências e conhecer as últimas tendências nascidas da investigação universitária, o SPIN2016 cumpriu as expetativas de reunir o melhor do empreendedorismo universitário no espaço de influência ibero-americana. Realizado de dois em dois anos, até agora de forma alternada, em cada lado do Atlântico, ficamos à espera da oportunidade de acolher o SPIN2020 em Portugal.

Recomendamos

A página está a demorar muito tempo.