Histórico de atualizações
  • E encerramos aqui este liveblog, onde acompanhámos de perto a vitória do Benfica no clássico com o FC Porto, por 1-0. O jogo foi muito morno na primeira parte, aqueceu ligeiramente na segunda (mas não muito) e Seferovic foi decisivo pela segunda vez desde que está no Benfica. Com este resultado, os encarnados subiram à liderança da Primeira Liga, em igualdade pontual com o SC Braga (mas em vantagem na diferença entre golos marcados e sofridos). Obrigada pela companhia! Boa noite.

  • O fim da magia de Casillas no Estádio da Luz

  • Seferovic. A Luz que se voltou a acender depois do apagão e que até já decide clássicos

  • O que disseram os treinadores

  • O primeiro triunfo de Rui Vitória ao FC Porto

  • A crónica do jogo

    Podia ser só mais um clássico, e já seria muito, mas depois o SC Braga resolveu empatar na receção ao Rio Ave e deixou a liderança à mercê de quem a conseguisse apanhar no clássico deste sábado. Estamos longe, muito longe ainda do mês de maio, é certo, mas o Benfica pode bem ter conseguido uma importante vantagem nas contas finais depois de ter vencido o FC Porto.

    Relógio suíço desperta do marasmo e aponta para a liderança (a crónica do Benfica-FC Porto)

  • Sérgio Conceição: "Talvez esta seja a última derrota do FC Porto"

    Sérgio Conceição, técnico do FC Porto, disse que “talvez este seja a última derrota” portista no campeonato: “Houve situações que devíamos ter definido de outra forma. Não gostamos de perder: somos campeões nacionais com muito mérito. Estamos habituados a vitórias e o campeonato é longo. Podíamos ter feito mais, mas vamos lutar muito pelo bicampeonato”. Sérgio Conceição admite que os jogadores estão “desiludidos” por não terem dado “uma resposta adequada”, mas estão “convictos num bom campeonato”.

    Para ele, o jogo foi equilibrado na primeira parte: “O Benfica não chegou uma única vez com perigo à nossa baliza. Mas na última parte já houve mais perigo”, analisa Sérgio Conceição, que diz que “o empate seria o resultado mais justo”.

  • Rui Vitória: "Estamos como queríamos"

    O técnico do Benfica diz que “os maiores elogios vão para os jogadores”: “Foi uma vitória difícil mas inteiramente justa. Estamos na frente e estamos como queríamos. Jogar a este nível não é fácil e jogar permanentemente a este nível não é fácil”, começou por dizer. Rui Vitória disse estar à espera de um jogo “com este grau dificuldade”, por causa da tendência para os duelos diretos e para a profundidade da estratégia portista: “Na segunda parte fizemos um primeiro lance em que o Casillas fez uma belíssima defesa. Se calhar não devíamos mais ficámos com menos um homem e tivemos de reunir as tropas. Mas conseguimos”, elogia ele.

  • Danilo Pereira: "Saímos daqui com um sabor amargo"

    Danilo Pereira admitiu que foi “um jogo complicado”, e não esqueceu os erros que o FC Porto cometeu ao longo da partida, especialmente na segunda parte. “Cometemos um erro e foi crucial. É uma equipa que tem qualidade”, disse o médio portista, que voltou a jogar no mês passado, depois de uma longa paragem por lesão.

    “Tentamos com todas as forças e saímos daqui com um sabor amargo desta derrota. Em termos psicológicos é sempre uma derrota como qualquer outra, especialmente quando é contra o nosso adversário direto. Mas ainda falta muito campeonato e não podemos desesperar agora”, assegurou.

  • Rúben Dias: "Vai ser dificil parar-nos"

    Nas entrevistas rápidas, Rúben Dias disse que o Benfica entoru na época 2018/2019 para reconquistar o título que perdeu para o FC Porto em maio: “Estamos aqui para ir até ao fim. Com este espírito, determinação e vontade, e com o apoio que temos tido de toda a gente, vai ser difícil parar-nos”. O atleta benfiquista prometeu: “Estamos aqui para recuperar o título. Foi uma exibição à Benfica, feita com muito trabalho”. Mas diz que a vitória não seria possível sem o apoio dos adeptos: “Poder dar esta energia e esta força dentro de campo é uma prova do que somos feitos. É essencial que os adeptos estejam connosco, sentirmos que estão do nosso lado porque são eles que nos dão vida muitas vezes”.

  • Muita luta, apenas três remates à baliza e um golo: eis um resumo do clássico

  • Ao 20º jogo, Rui Vitória venceu o F. C. Porto

    Depois de 19 partidas sem vencer (12 derrotas e sete empates), Rui Vitória vence finalmente o F. C. Porto.

  • Acaba o jogo na Luz. Benfica 1-0 F. C. Porto

    Na última jogada, o F. C. Porto ainda criou perigo mas não conseguiu acertar na baliza. A jogar com dez desde os 82 minutos, por expulsão de Cristián Lema, o Benfica segurou a vantagem e assegurou a vitória por 1-0 na receção aos dragões.

  • Último lance do jogo. Falta para o F. C. Porto, que vai despejar a bola na área dos encarnados.

  • Está a decorrer o terceiro dos quatro minutos de compensação na Luz. Benfica defende a vantagem.

  • Entra Samaris, sai Seferovic

    A jogar com dez, Rui Vitória aposta tudo na conservação do resultado: tira o ponta de lança Seferovic, coloca em campo o médio-defensivo Samaris.

  • Militão cabeceia ao lado

    Sérgio Oliveira cruzou, Militão consegue saltar mais alto que Seferovic mas cabeceia ao lado.

  • Com apenas um central em campo, face à expulsão de Lema, mas com dois médios-defensivos em campo (Fejsa e Alfa Semedo), Rui Vitória chama mais um elemento para segurar a vantagem: o grego Samaris.

  • Grande oportunidade para Brahimi

    Brahimi remata a rasar a baliza. Grande oportunodade de golo para o F. C. Porto. O argentino baila em frente a um adversário na área do Benfica, puxa para o pé direito e remata a rasar o poste. O F. C. Porto procura o empate

  • Lema expulso

    O central argentino do Benfica Cristián Lema é expulso aos 82′. Leva um segundo amarelo por acertar com o pé na barriga do avançado do F. C. Porto, André Pereira.

1 de 4