Momentos-chave
Histórico de atualizações
  • E por hoje é tudo! Portugal qualificou-se para os oitavos do Europeu depois do empate com França e vai defrontar a Bélgica no próximo domingo, às 20h, em Sevilha. Amanhã e sexta-feira haverá uma pausa nos jogos mas nem por isso deixaremos de acompanhar as principais notícias deste Campeonato da Europa. Boa noite!

  • Seleção vai enfrentar temperaturas de 32ºC em Sevilha, mas está mais preparada para o calor que os belgas. Como se recuperam os jogadores?

    Onda de calor a atingir a zona central da Europa vai elevar os termómetros perto dos 35ºC este fim de semana. Seleção terá de beber mais água e repor sais. Mas belgas estão em desvantagem.

    Seleção vai enfrentar temperaturas de 32ºC em Sevilha, mas está mais preparada para o calor que os belgas. Como se recuperam os jogadores?

  • Ronaldo esteve 18 anos para lá chegar, bateu 18 recordes e atingiu a maioridade: é o melhor marcador de sempre de seleções

    O registo que parecia impossível mas que Ronaldo nunca deixou de ter em mente está alcançado. Ainda assim, os 109 golos pela Seleção são só outro marco de uma carreira que se conta pelos recordes.

    Ronaldo esteve 18 anos para lá chegar, bateu 18 recordes e atingiu a maioridade: é o melhor marcador de sempre de seleções

  • Um jogo decisivo em fotos: os golos, os festejos, Fernando Santos, Ronaldo e a luta no relvado em 130 imagens

    Foi um jogo de altos e baixos, vantagens e desvantagens, golos a sucederem-se em catadupa. O empate (2-2) deu a Portugal o bilhete para os “oitavos” do Euro. Estas são as melhores imagens da noite — veja-as aqui:

    Um jogo decisivo em 130 fotos: as melhores imagens do Portugal-França

  • Renato Sanches e Moutinho deram "alma e esclarecimento" à Seleção

    Euro “de espetáculo” e um jogo onde “as equipas quiseram ganhar”. Fernando Santos esteve “bem na estratégia montada”. As análises de Júlio Magalhães e Gabriel Alves ao Portugal 2-2 França, para ouvir aqui:

    Renato e Moutinho deram “alma e esclarecimento” à Seleção

  • Portugal defronta Bélgica no domingo em Sevilha e há Inglaterra-Alemanha: quando e em que canais ver todos os jogos até à final

    Portugal foi líder, esteve fora, passou por segundo e acabou em terceiro. Segue-se a Bélgica. E, se ganhar, Itália ou Áustria. Mas há mais jogos grandes como Inglaterra-Alemanha e Croácia-Espanha. Leia tudo aqui:

    Portugal defronta Bélgica no domingo em Sevilha e há Inglaterra-Alemanha: quando e em que canais ver todos os jogos até à final

  • O comentário de Gabriel Alves: "França respeitou o campeão da Europa"

    Um “jogo louco” no Alemanha x Hungria. Uma Alemanha irregular que está a precisar de “ar fresco”, como quem diz de um “novo treinador”. E uma França que “respeitou o campeão da Europa”, Portugal. Para Gabriel Alves, este fim de semana “começa outro Euro”. Pode ouvir o comentário aqui:

    “França respeitou o campeão da Europa”

  • Antigo árbitro Pedro Henriques diz que houve "erro grave no penálti contra Portugal"

    O ex-árbitro, comentador da Rádio Observador, dá nota 4 ao árbitro Antonio Mateu Lahoz pela influência que o erros tiveram no resultado. Críticas ainda para a UEFA que “mostrou poucas repetições e todas com ângulos muito abertos”. Pode ouvir o comentário aqui:

    “Erro grave no penálti contra Portugal”, diz Pedro Henriques

  • Quem é Ali Daei, o goleador que Ronaldo igualou como melhor marcador de sempre de Seleções

    Impossível? Para Ronaldo a palavra não existe: igualou Ali Daei (109) como maior goleador de sempre em Seleções. Quem é o craque que diz estar “honrado” por CR7 estar quase a ultrapassá-lo?

    Quem é Ali Daei, o goleador que Ronaldo igualou como melhor marcador de sempre de Seleções

  • "Alertei as pessoas para não dizerem aos jogadores o resultado da Hungria", revela Fernando Santos, que gostou do "comportamento coletivo"

    Na conferência de imprensa, o selecionador nacional reconheceu que as 48 horas a menos de descanso que Portugal terá em relação à Bélgica terão de ser “atenuadas”. “Fomos uma equipa forte”, atirou.

    “Alertei as pessoas para não dizerem aos jogadores o resultado da Hungria”, revela Fernando Santos, que gostou do “comportamento coletivo”

  • Ronaldo agradece apoio dos adeptos

    A mensagem de Ronaldo no Instagram, agradecendo aos adeptos pelo apoio incondicional.

  • Terminou a conferência de imprensa de Fernando Santos.

  • “Só soube nos últimos cinco minutos que a Alemanha tinha marcado, até aí achava que a Hungria estava a ganhar. Desvalorizámos todos a Hungria e a verdade é que mostraram que são uma equipa forte. Mas até alertei as pessoas para não dizerem aos jogadores o resultado porque isso não adianta nada, tinham era de construir o resultado deles. Melhorámos muito em relação ao jogo anterior”, acrescenta o selecionador nacional.

  • “Gostei do comportamento da equipa, no seu coletivo. Tínhamos de ser iguais a nós próprios, fazer aquilo que nos conduziu a tudo aquilo que já conquistámos. Fomos uma equipa forte, consistente nos vários momentos do jogo, com capacidade ter bola, de construir, de criar. No seu todo, fomos uma equipa forte. Claro que temos de melhorar alguns aspetos e a verdade é que em alguns momentos perdemos um pouco essa capacidade e acabámos por permitir um golo ao adversário”, indica Fernando Santos.

  • Fernando Santos já fala na sala de imprensa do Puskás Arena. “Vamos ter de atenuar a diferença de 48 horas. Aquilo que eles fizeram no jogo também lhes dá uma capacidade anímica. 48 horas de diferença a jogar com 30 e poucos graus… Claro que há uma diferença”, diz o selecionador nacional, comentando o facto de a Bélgica ter jogado pela última vez já há dois dias.

  • A seleção nacional "teve tudo a mais", diz Fernando Santos

    Fernando Santos mostrou-se “satisfeito com a equipa” e, na flash interview, falou num “resultado justo”.

    “A equipa apresentou o espírito certo. Não são os jogadores que transformam as equipas, são elas próprias. E os jogadores ajudam”, começou por afirmar, acrescentando que Portugal se apresentou “bem organizado na primeira parte, como é habitual”.

    Comparando a prestação do conjunto das quinas com a derrota frente à Alemanha, Fernando Santos disse que a seleção “teve tudo a mais”. “Aquilo que eu tinha dito na conferência de imprensa… tivemos tudo a mais. O golo da França obrigou-nos a abrir mais, mas chegámos ao empate e é um resultado justo”, frisou.

    “Os jogadores perceberam muito bem o que tinham de fazer e deram o passo certo. No jogo com a Alemanha não fomos iguais a nós próprios. Sabemos o que temos de fazer para ganhar. Se não fizermos, temos dificuldades. Quando fazemos, é difícil para qualquer adversário”, garantiu o selecionador nacional.

    Sobra a Bélgica, próximo adversário diz que “vai olhar” para os adversários. “Lá iremos estudar bem o adversário e apresentar aquilo que acharmos que será melhor para a equipa”, finalizou.

  • Costa está "confiante numa vitória" frente à Bélgica

    O primeiro-ministro António Costa congratulou a seleção pela passagem aos oitavos de final e destacou o “grande empenho de toda a equipa”. O líder governamental diz que está “confiante numa vitória” frente à Bélgica.

  • Diogo Dalot descreveu a estreia na seleção como "uma noite perfeita"

    Diogo Dalot estreou-se esta quarta-feira na seleção nacional e descreveu o apuramento aos oitavos de final como “uma noite perfeita”. O jogador, que veio substituir Cancelo, infetado pelo SARS-CoV-2, disse que estava ciente que o esperava um confronto “difícil”, contra um adversário “forte”.

    Quanto à Bélgica, Diogo Dalet prometeu que vai estudar o adversário, mas também “recarregar baterias”, uma vezes que há poucos dias de descanso entre os jogos.

  • Diogo Dalot descreveu a estreia na seleção como "uma noite perfeita"

    Diogo Dalot estreou-se esta quarta-feira na seleção nacional e descreveu o apuramento aos oitavos de final como “uma noite perfeita”. O jogador, que veio substituir Cancelo, infetado pelo SARS-CoV-2, disse que estava ciente que o esperava um confronto “difícil”, contra um adversário “forte”.

    Quanto à Bélgica, Diogo Dalet prometeu que vai estudar o adversário, mas também “recarregar baterias”, uma vezes que há poucos dias de descanso entre os jogos.

  • Diogo Dalot descreveu a estreia na seleção como "uma noite perfeita"

    Diogo Dalot estreou-se esta quarta-feira na seleção nacional e descreveu o apuramento aos oitavos de final como “uma noite perfeita”. O jogador, que veio substituir Cancelo, infetado pelo SARS-CoV-2, disse que estava ciente que o esperava um confronto “difícil”, contra um adversário “forte”.

    Quanto à Bélgica, Diogo Dalet prometeu que vai estudar o adversário, mas também “recarregar baterias”, uma vezes que há poucos dias de descanso entre os jogos.

1 de 8