Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

As democracias ocidentais viveram uma grande ilusão durante os anos 1990 e uma parte significativa dos anos 2000. Acharam que o liberalismo tinha triunfado e não havia adversários à altura. Tinham razão apenas num ponto: derrotados o nacional-socialismo e o comunismo, não sobrava nenhuma ideologia de carácter universalista capaz de inventar um futuro para a humanidade, sobrava apenas o liberalismo para nos guiar num progresso comum. Mas esqueceram-se de um pormenor: o nacionalismo. Acharam as elites, que se tratava de uma forma de barbárie do passado e nem havia grande razão para pensar no assunto – mesmo que nos Balcãs uma forma particularmente agressiva de nacionalismo tenha levado a guerras civis e limpeza étnica.

Percebe-se a razão. Por um lado, um determinado tipo de nacionalismo inspirou ideologias como o fascismo e as suas variantes, que provocaram as maiores tragédias do nosso tempo. Era preciso bani-lo da política. Por outro, as ideologias em confronto na segunda metade do século XX eram universalistas, ou seja, tinham como objetivo final expandir-se por todo o planeta em nome do que cada um acreditava ser o mais conveniente para toda a humanidade. O nacionalismo, pelo contrário, é particularista. Mas não deixa de ser uma ideologia. Com uma especificidade que nenhuma outra tem: é também uma espécie de “cola” que junta uma comunidade – daí que tenha um poder emocional muito forte – e a nação (a que cada um pertence e que tem características específicas) está interiorizada dentro de cada ser humano. Logo, o nacionalismo existe em permanência, independentemente do que depois se possa fazer com ele. E não vai deixar de existir enquanto nos organizarmos internacionalmente como estamos organizados.

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.