Dark Mode 98,5 kWh poupados com o Asset 1
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Hoje é um bom dia para mudar os seus hábitos. Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Alexandre Borges

Convidado

Artigos publicados

Óbito

Vasco Pulido Valente: a lucidez fumando o tédio /premium

102
Durante anos, VPV representou para nós a crónica curta certeira, infalível. A frase breve, o adjetivo implacável, a passada de tal modo certa que nunca ficava uma palavra a mais nem outra por dizer.
Facebook

O Facebook mudou a minha vida (e eu não queria) /premium

194
O Facebook faz 15 anos. E o cronista, que resistiu ao telemóvel, à internet e que, se tivesse vivido no Antigo Egipto, teria provavelmente resistido ao livro, preparou-lhe esta crónica.
Eleições no Brasil

De como Bolsonaro pode salvar o mundo

3464
Onde não se fala explicitamente de “Farenheit 541”, mas onde se defende, nas entrelinhas, que ler continua a ser das melhores ideias para matar fascistas.
Mundial 2018

Silva e Képler contra o rio onde não havia prata /premium

178
No último jogo da selecção nacional no mundial, não foi a sorte, nem o azar, nem o árbitro; foi apenas futebol. O Mundial segue dentro de momentos. Portugal também.
Mundial 2018

Mia Wallace no Irão-Portugal /premium

205
Portugal ganhou direito a mais um dia de vida, num jogo em que “As 1001 Noites” encontraram o “Pulp Fiction”. Ninguém sabe como a história acaba, mas, para já, a trivela venceu o quadrado.
Mundial 2018

O sebastianismo no contexto do jogo sem bola /premium

178
Era Portugal contra Marrocos, mas o deserto foi nosso. Havia Dom Sebastião, mas quem desapareceu foi o meio-campo. Saiu tudo mal outra vez, mas desta ganhámos.
Música

Salvem a música do DJ

584
Não é para salvar a música que o DJ faz; é para pôr a música a salvo do DJ. É como aquela adivinha do lobo, da galinha e do milho: não se pode deixar o DJ sozinho na margem com o gira-discos.
Casa Branca 2016

Trump, ou de como a arte já não serve para nada

297
Não foi só Hillary que perdeu. Nem os políticos. Foram os artistas. E é preocupante que isto tenha chegado aos artistas. Esta indiferença. Esta rejeição.
Euro 2016

O triunfo dos mal-amados

9055
Como foi que isto aconteceu? Não faço a mínima ideia. O futebol são 11 contra 11 e no fim ganha a Alemanha – mas isso é no futebol de hora e meia. No de 120 minutos, ganha o Fernando Santos.
A página está a demorar muito tempo.