João Carlos Espada

Colunista

Licenciado em Sociologia na FCSH da Universidade Nova de Lisboa, doutorou-se em Ciência Política na Universidade de Oxford (St. Antony’s College). Integrou o Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa. É director e fundador (1996) do Instituto de Estudos Políticos da Universidade Católica Portuguesa e da sua revista Nova Cidadania. Preside à International Churchill Society of Portugal e integra o Conselho Editorial do Journal of Democracy. Entre os seus livros mais recentes, encontram-se Portugal, a Europa e o Atlântico, com Prefácio de Manuel Braga da Cruz (Aletheia, 2014) e The Anglo-American Tradition of Liberty: A View from Europe (Ashgate/Routledge, 2016). Foi cronista do Jornal de Notícias, Expresso e Público.

Artigos publicados

NATO

NATO aos 70: ‘Nunca nos renderemos!’ /premium

O reforço da NATO é hoje ainda mais crucial do que foi no passado — como sublinhou certeiramente a Chanceler alemã, Angela Merkel.
Winston Churchill

Churchill, o aristocrata defensor da liberdade /premium

Numa época de doentio culto da igualdade, é oportuno recordar a paixão aristocrática de Churchill pela liberdade.
Liberdades

Recordando a “Oração Fúnebre” de Péricles /premium

Vinte e seis anos depois a “Oração Fúnebre” de Péricles voltou a um retiro no Convento da Arrábida. Karl Popper via nela a defesa da Sociedade Aberta, contra a sociedade fechada, tribal e colectivista
Presidente Trump

EUA: Uma democracia liberal em pleno funcionamento /premium

Gostaria de saudar o funcionamento pleno da democracia liberal americana, que todos temos podido seguir pela televisão — sem censura, e sem poderes absolutos acima de freios e contrapesos.
30 anos Muro de Berlim

O ópio dos intelectuais: 30 anos do Muro de Berlim /premium

Por que motivo a moda intelectual do século XX foi o apoio ao despotismo comunista? Por que motivo outras culturas exóticas lhe opuseram “ditaduras anti-comunistas’?
Brexit

Carta de Inglaterra: Orgulho de ser livre /premium

Em vez de zangas sobre o Brexit, testemunhei em Londres e Oxford uma comum intensa preocupação com a infiltração chinesa na sociedade britânica, sobretudo nas universidades.
Democracia

De Praga a Cascais: Liberdade sob a Lei /premium

Pequim e Moscovo não entendem a diferença crucial entre obediência à lei e desobediência a ordens — mas é nesta diferença crucial que reside a perene civilização ocidental da liberdade sob a lei.
Obituário

Tributo a Freitas do Amaral e à democracia liberal /premium

Para além de civilizar a direita, a fortíssima votação em Freitas do Amaral em 1985/86 contribuiu decisivamente para civilizar a esquerda — que Mário Soares tentava solitariamente civilizar.
Socialismo

75 Anos depois: O Caminho para a Servidão /premium

236
Dedicado aos “socialistas de todos os partidos”, The Road to Serfdom foi um apelo genuíno de um austríaco anglófilo, anti-nazi e anti-comunista: não confundamos liberdade com estatismo.
Filosofia Política

Recordando Oakeshott em Lisboa (II) /premium

Como explicar que o “pacifista” Oakeshott se tenha oferecido como voluntário às Forças Armadas britânicas em 1940, quando já tinha 39 anos e detinha uma confortável posição em Cambridge?
Filosofia Política

Recordando Oakeshott em Lisboa /premium

A moderação céptica de Oakeshott faz hoje muita falta nas democracias ocidentais — e sobretudo nas nossas universidades, sob crescente ameaça de activismos dogmáticos.
Brexit

Brexit: Recordando Popper em Lisboa (em 1987) /premium

De acordo com Karl Popper, os parlamentares não devem depender dos partidos — mas têm de responder aos seus eleitores.
Brexit

Brexit: Quem lê hoje Macaulay e Trevelyan? /premium

A decisão do primeiro-ministro britânico de “suspender” o Parlamento por cinco semanas, sendo legal e constitucional, é politicamente de alto risco — e, por isso, suscita apreensão.
Livros

Em defesa da Europa, para além dos impérios /premium

A cultura de Roma, enraizada em Atenas, e enriquecida pelo Cristianismo, continua a ser a matriz da civilização europeia e ocidental.
Livros

Livros II: Democracia, Conservadorismo e Cidadania /premium

100
Se os EUA não reclamarem o seu lugar tradicional como pedra-chave da democracia, Vladimir Putin, Xi Jinping e os seus admiradores podem transformar a autocracia na força liderante do novo século.
Livros

Livros para férias (I): Civilidade e liberdade /premium

O conceito de civilidade permite redescobrir as raízes conservadoras da velha tradição liberal. Isto deve ser recordado à nova “salada russa” da “Nova Esquerda”, da “Nova Direita” e do sr. Putin.
Liberalismo

Recordando o velho conservadorismo liberal /premium

Os conservadores liberais não querem que as instituições estatais adoptem a propaganda dos seus modos de vida tradicionais no lugar agora ocupado pela propaganda da ortodoxia politicamente correcta.
Ocidente

A família transatlântica /premium

Apesar da vincada variedade de preferências políticas dos inúmeros participantes do Estoril Political Forum, todos subscreveram os apelos de Churchill e Thatcher à unidade do Ocidente.
Winston Churchill

De Londres a Hong Kong (via Hillsdale College USA) /premium

Qual foi o maior símbolo desfraldado nas ruas de Hong Kong pelos manifestantes que desafiavam a ditadura comunista? A bandeira britânica.
II Guerra Mundial

D-Day: 75 anos depois /premium

É desejável que a legítima crítica a Donald Trump não traga de volta o profundo anti-americanismo que dominou no século XX largos sectores da esquerda e da direita anti-democráticas na Europa.
A página está a demorar muito tempo.