441kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Adere à Fibra do MEO com a máxima velocidade desde 29.99/mês aqui.

Luís Rosa

Colunista

Iniciei a minha carreira em 1999 num semanário chamado Euronotícias. Passei depois pelo Independente, Expresso e Sol onde apostei no jornalismo de investigação e no acompanhamento da área da Justiça. Estive ainda na direção do jornal i entre março de 2012 e maio de 2015 — primeiro como diretor-adjunto e posteriormente como diretor editorial. Estou no Observador desde setembro de 2015. Recebi em 2017 o Prémio de Jornalismo Económico da Universidade Nova/Santander, na categoria Mercados Financeiros. Autor dos livros "A Conspiração dos Poderosos" (Esfera dos Livros, 2017) e "45 Anos de Combate à Corrupção" (Fundação Francisco Manuel dos Santos, 2021).

Artigos publicados

Novo Governo

O ódio ao lucro e o amor aos impostos

O novo imposto sobre "lucros excessivos" é um bom exemplo da preguiça dos governos de António Costa. Preferem a receita fiscal garantida a soluções que protejam consumidores e as empresas.
Guerra na Ucrânia

O massacre de Bucha e Alexandre Guerreiro

É absolutamente repugnante ouvir um comentador, exemplo da desinformação e da propaganda russa, colocar a hipótese de militares ucranianos terem executado, violado e mutilado os seus concidadãos.
Novo Governo

Um Governo ao serviço do partido 

O desejo de Costa de ultrapassar Cavaco como o PM com mais anos de Governo será superior aos encantos europeus. Mesmo que não apresente nem um décimo das reformas e do desenvolvimento cavaquista.
Guerra na Ucrânia

A censura, a verdade e a democracia

Putin quer dividir-nos para destruir o Estado de Direito, a imprensa livre e a liberdade de expressão. Mas cancelar e censurar (a cultura russa ou simples opiniões) são opções válidas em democracia?
Guerra na Ucrânia

Os sonsos da paz e da rendição

Como é contra o fornecimento de armas à resistência, o Bloco preferia que os ucranianos se defendessem do exército russo com flores e umas fisgas melhoradas.
Guerra na Ucrânia

O relativismo moral dos comunistas

A excentricidade do PCP é aceite porque muitos pensam que os comunistas portugueses são diferentes. Não são. Se lhes fosse dada oportunidade, criariam tiranias como a China ou Coreia do Norte.
Guerra na Ucrânia

Não, o PCP e o Bloco não são fofinhos 

Os dois pesos e duas medidas que existem na avaliação dos extremismos políticos em Portugal é algo que tem de acabar. Comunistas e bloquistas são tão perigosos como o Chega.
PSD

O perdedor que não desampara a loja

Rui Rio faça um favor ao PSD: desampare a loja, sff. O país precisa desesperadamente de um líder da oposição credível e devidamente legitimado politicamente. E esse líder não é o senhor.
PSD

O que é o PSD — e o que representa?

A derrota de Rio é uma oportunidade de ouro para o PSD se reconstruir nos próximos 4 anos. Impõe-se para tal uma clarificação doutrinária para saber que país é que o PSD quer construir.
Novo Governo

O reformismo e as maiorias absolutas

A esperança de reformas deriva da ambição de um político: deixar um país melhor do que aquele que recebeu. Costa não quererá que o FMI tenha razão e Portugal desça 11 lugares no ranking mundial do PIB
Legislativas 2022

O Zé Albino e o desafio da maioria absoluta do PS

Acreditar que Costa vai dialogar é o mesmo que defender Sócrates para secretário-geral da ONU. Rio tem de ir para casa fazer companhia ao seu gato para abrir espaço à reconstrução do PSD.
Legislativas 2022

Vamos ter mudança ou continuidade?

O PSD, CDS e IL voltaram a ter hipóteses de ter mais deputados do que a defunta geringonça. Impõe-se saber se o PS se vai aliar ao Chega para impedir o centro-direita de governar.
Legislativas 2022

Entre Costa e Rio, quem garante a estabilidade?

Rui Rio construirá facilmente uma coligação com a IL e o CDS. Costa não tem força para governar à Guterres após seis anos de poder e os seus novos parceiros (PAN e Livre) podem não ter deputados.
Legislativas 2022

A esquerda quer que tenhamos todos o SMN?

Se a esquerda levar a sua avante, o SMN vai ter um aumento acumulado entre os 75% e os 88% até 2026 — igualando o salário médio. Como este não aumenta por magia, a classe média sairá empobrecida.
Legislativas 2022

Será a estagnação o tema central da campanha?

Baixar impostos não é colocar “dinheiro no bolso” de alguém, como disse Catarina Martins. É deixar a riqueza com quem a produziu. O dinheiro dos impostos não pertence ao Estado por lei natural.
Crise Política

O muro do qual António Costa está refém

É errado pensar que o diálogo reformista entre PS e PSD implica um Bloco Central. Essa é uma falácia que permitiu aos radicais sequestrar os moderados. Tudo com a cumplicidade de Costa.
Crise Política

Que PS vai Costa deixar se perder para Rio?

Além do imobilismo, do anti-reformismo, da desresponsabilização como modo de ação política, a radicalização será a principal herança que António Costa deixará no PS.
Caso BPP

O gozo de Rendeiro e a tabacaria de Rio

Rui Rio é o dono da tabacaria que gosta de invocar quando fala sobre a Justiça. Insensato, iliberal e populista tem ao menos a virtude de não esconder ao que vem: ser o Orban português.
Crise Política

A irresponsabilidade (política) como modo de vida

Não admira que Eduardo Cabrita responsabilize o morto, o motorista ou até o carro — e ainda se julgue o melhor MAI do pós-25 de Abril. Sacudir a água do capote é a marca deste Governo.
PSD

Rui Rio. Uma vitória a repetir em janeiro

O PSD só será pacificado com uma vitória nas legislativas. É verdade que um eventual apoio a um Governo do PS foi viabilizado pelos militantes mas isso nunca será aceite sem contestação.
A página está a demorar muito tempo.

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.