Luís Rosa

Colunista

Iniciei a minha carreira em 1999 num semanário chamado Euronotícias. Passei depois pelo Independente, Expresso, Sol e Jornal i. Foi no Indy, onde estive entre 2000 a 2005, que comecei a apostar no jornalismo de investigação, sendo o melhor exemplo dessa aposta o caso das contas da Suíça de Isaltino Morais que levaram à sua demissão de ministro do governo de Durão Barroso em Abril de 2003. Prossegui esse caminho no Expresso entre 2005 e 2006, juntamente com o acompanhamento da área da Justiça. Saí para a redação fundadora do semanário Sol onde estive até 2013 integrado no departamento de investigação daquele jornal. Foram seis anos marcantes com muitos e importantes trabalhos como as investigações sobre os casos "Face Oculta", "Bragaparques", "CTT", entre outros. Entre março de 2012 e maio de 2015 estive na direção do jornal i. Entrei como diretor-adjunto e assumi as funções de diretor em setembro de 2014. Estou no Observador desde setembro de 2015.

Artigos publicados

Corrupção

Vamos avançar no combate à corrupção? /premium

107
As ideias de Van Dunem representam uma evolução no combate à corrupção e permitirão uma Justiça mais eficaz. Mas não nos iludamos: uma parte do PS e o PSD de Rui Rio serão os seus maiores adversários.
Regionalização

Regionalização. Como Costa quer ajudar Rio /premium

137
Costa quer dar poleiro e lugares a Rio com o projeto de regionalização soft programado. Dar a mão ao líder do PSD mais fraco dos últimos 30 anos é a melhor forma de o PS se eternizar no poder.
Corrupção

A normalização da corrupção /premium

230
O silêncio do Governo e a teoria da educação como única solução para combater a corrupção, banalizam o crime. Pior: fomentam um determinismo insultuoso para quem não corrompe nem se deixa corromper.
Parlamento

Guia de leitura para os simpatizantes do comunismo /premium

855
Comunismo e fascismo são os rostos da subjugação dos indivíduos a ideais destruidores da condição humana. Não reconhecer isso é criminoso mas, mais do que tudo, é um atestado de ignorância histórica.
Parlamento

Esquerda situacionista quer calar 192.679 cidadãos /premium

2006
O PS, Bloco e PCP querem controlar quem fala, querem determinar o que é politicamente correto pensar e querem zelar para que o espírito do socialismo condicione o pluralismo inerente à democracia.
Corrupção

30 medidas para (não) combater a corrupção /premium

326
O Governo só quer combater a corrupção através da prevenção, sem aumentar meios nem criar novas medidas penais. É como tentar acabar com a fome sem alimentar a população. Mais uma ideia genial do PS.
Novo Governo

Estagnação + asfixia fiscal = empobrecimento /premium

1869
Que país quer António Costa construir com uma classe média asfixiada pelo garrote do Fisco e um salário médio cada vez mais próximo do salário mínimo? O país mais pobre da Europa?
Novo Governo

Um Governo imobilista /premium

129
O espartilho do acordo com a extrema-esquerda foi destruído mas o resultado será o mesmo: um Governo com uma alergia absoluta a qualquer mudança estrutural que promova o progresso económico e social.
Legislativas 2019

O pluralismo de uma "sociedade socialista" /premium

346
O pluralismo só funciona da extrema-esquerda à democracia-cristã. Como se os liberais não tivessem lugar na democracia e como se os radicais do PCP e do Bloco não fossem o catalisador do Chega.
Legislativas 2019

E se Rui Rio der a mão a António Costa? /premium

Se a tripla PS/PAN/Livre não chega para a maioria absoluta, o PCP rejeita uma nova geringonça e o Bloco faz propostas irrealistas, resta saber se António Costa se alia a Rui Rio.
Assalto em Tancos

Uma conspiração para mim, uma conspiração para ti /premium

456
O PS optou por inventar uma teoria conspirativa sobre o caso Tancos para continuar a proteger Azeredo Lopes mas também para sinalizar algo pouco democrático: não aceita o escrutínio aos seus.
Eleições Legislativas

A sociedade fechada de Rui Rio /premium

531
Rio quer aproximar Portugal da Hungria de Orban com um ataque cerrado à liberdade de imprensa e o controle da Justiça. Tudo para construir um país de segredos e evitar o escrutínio ao poder político.
Rui Rio

O centro-direita tem solução? /premium

105
O futuro do centro-direita deverá passar pela federação de liberais, conservadores e dos que desejam uma alternativa ao PS. Sem uma oposição forte, é a democracia que fica posta em causa.
Eleições Legislativas

Para que serve uma maioria absoluta do PS? /premium

134
O PS de António Costa é um partido essencialmente conservador. Pouco ou nada quer mudar de estrutural na economia porque tem uma muito reduzida ambição: gerir o presente sem pensar no futuro.
Eleições Legislativas

O perigo de uma maioria absoluta do PS /premium

474
A relação de Costa com a Justiça varia entre a violação da separação de poderes no caso Casa Pia e a recusa em ajudar Sócrates. Uma versão de Dr. Jekyll vs Mr. Hyde. Quem prevalecerá após Outubro?
Governo

O diabo de António Costa /premium

724
Se vem aí uma crise tão grave como a de 2008, como diz António Costa, então as promessas do PS de crescimento económico, aumento da despesa e superavit orçamental podem ser postas em causa.
PSD

A credibilidade do choque fiscal de Rui Rio /premium

122
É difícil acreditar num corte fiscal generoso no IRS, IRC, IVA e IMI em vésperas de eleições e com projeções que indicam o arrefecimento da economia. Soa a desespero de um líder em apuros.
Corrupção

Será António Costa um líder mole? /premium

163
Enquanto que a Europa critica Portugal por não fortalecer a independência da Justiça, o Bloco Central quer politizar a Justiça, alterando uma proposta do Governo. É uma espécie de PS vs PS.
Governo

Costa no banho de espuma da maioria absoluta /premium

910
O Governo cortou forte no investimento e criou o caos nos serviços públicos. Agora, o PS grita "Aqui d'El Rei!", só há uma solução: mais função pública e melhores salários. É preciso ter muita lata.
10 de junho

A esquerda tem medo dos "padeiros de Portalegre"? /premium

2869
A narrativa anti-JMT reflete bem a arrogância social, cultural, política e ideológica da esquerda bem pensante. Qualquer ideia diferente da sua é "populista", "anti-democrática" e "fascizante".
A página está a demorar muito tempo.