Os desafios da transição digital, acelerados pelo impacto da pandemia de Covid-19, são – a par com a questão da sustentabilidade – a maior força transformadora que a nossa sociedade vai ter de enfrentar na(s) próxima(s) década(s). Distintos especialistas sobre a digitalização da economia perspetivam que cerca de 50% dos empregos atuais deixarão de existir até 2030 – sendo que uma parte significativa deles sofrerá um processo evolutivo incompatível com as competências de quem atualmente os exerce. Este cenário lança um obstáculo (e estímulo) adicional a todas as instituições de ensino superior (IES), na preparação para a entrada no mercado de laboral dos quadros superiores que vão trabalhar nos mais variados sectores de atividade.

A empregabilidade é uma questão-chave para qualquer academia – e a Universidade de Coimbra (UC) não é exceção. Mas esse conceito, de empregabilidade, é cada vez menos um fim em si mesmo e cada vez mais uma construção continua, que se inicia no momento em que o estudante se matricula na instituição de ensino superior e se prolonga a longo da sua carreira profissional.

Por isso, é urgente que as instituições de ensino superior nacional sejam capazes de se adaptar às rápidas e constantes mudanças no mercado de trabalho e se consciencializem de que a aquisição de competências dos/as diplomados/as já́ não resulta necessariamente, ou exclusivamente, de um trajeto académico tradicional (sendo essencial uma interação permanente com o tecido empresarial e com outras entidades empregadoras, para identificar oportunidades e dar resposta às suas necessidades). Só assim poderemos falar de uma formação de qualidade, atualizada e competitiva em termos internacionais.

Na Universidade de Coimbra estamos a fazer esse caminho. A promoção da empregabilidade – leia-se inserção profissional dos estudantes e diplomados no mercado de trabalho, incentivo do desenvolvimento e/ou ampliação das suas competências e apoio ao seu plano de carreira – é uma das grandes apostas do nosso Plano Estratégico para o período 2019-2023. E esse é, aliás, o foco do “Dias da Empregabilidade”, um evento diferenciado, com workshops, palestras motivacionais, job talks e espaços de networking com entidades empregadoras, que estamos a organizar, com o apoio do Santander Universidades, até 3 de dezembro.

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.