Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

There’ll be the breaking of the ancient Western code
Your private life will suddenly explode
There’ll be phantoms
There’ll be fires on the road
– L. Cohen, “The Future”

Vi “Leonard & Marianne: Words of Love”. O documentário trata da história de amor entre Leonard Cohen e a norueguesa Marianne Ihlen, durante a década de 1960. O encontro de ambos aconteceu em Hidra, a ilha grega para onde Cohen se mudou após a morte do pai e a herança subsequente. Marianne já lá estava, com o marido e o filho, parte da boémia “exilada” de artistas e candidatos a artistas. Talvez tenha sido paixão à primeira vista. À segunda, de qualquer modo, Marianne passou a viver com o canadiano, à época um escritor com certos louros e pouco dinheiro. Assim permaneceram meia dúzia de anos, entre o sol, o sexo, os amigos, o vinho, a guitarra, as drogas e as depressões a que Cohen periodicamente descia.

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.