Nos últimos tempos surgiram vários novos partidos, uns dizem que são de direita, outros de extrema direita, outros são liberais, outros defendem animais e o meio ambiente. Infelizmente ainda ninguém se lembrou de inventar um partido que defenda as crianças. Proponho o nome de PDCP, Partido que Defende as Crianças dos Pais. Este sim, parece-me um partido que faz sentido, pois as crianças são o futuro de todos nós.

Passo a explicar a minha ideia: sou mãe, o que pelos vistos me deu direito cívico de opinar, pois enquanto não tinha filhos qualquer opinião por mim verbalizada em relação a qualquer situação com uma criança e os seus pais era logo punida com o comentário “não és mãe, não sabes o que dizes”. Já na altura sabia e achava que certas despreocupações de alguns pais não eram correctas.

Começo por dizer que nenhum pai será perfeito e eu certamente ainda estou longe de o ser, contudo o que me faz ainda mais confusão é ver que esta falta de cuidados não está somente em pessoas menos informadas, pois não acredito que os Pais que chegam à praia com seus filhos recém-nascidos à hora que deveriam estar a sair com eles não saibam que estão a ser muito  egoístas. Sou mãe há poucos anos, mas existem os mínimos para os cuidados das nossas crianças.

E que tal um projecto Lei, sobre actos prejudiciais à saúde do seu filho? Pais que  andam com os seus filhos nos parques infantis na hora do calor sem chapéu, será admissível? Já para não falar da utilização de protector solar, porque ainda nem existe a consciência  para o uso do mesmo fora da praia.

Provavelmente já todos estivemos numa praia ao meio dia  em pleno Verão. A Essa hora todas crianças deveriam estar num local fresco e longe de raios solares, e ao invés disso, estão muitos a chegar à praia com os pais, ou já lá estão e preparam-se para lá ficar o dia todo!  Refiro-me a crianças e a bebés! Isto não é criminoso!? Vem um partido defender os animais, os seus maus tratos, o que compreendo. O que não compreendo é a falta de defesa das nossas crianças pois parece que ninguém quer saber, todos fazem vista grossa. Eu tenho filhos e não aguento ver os filhos dos outros a serem mal tratados. Será que é preciso formar o PDCP? Imaginando várias crianças num parque a meio da tarde, seria de esperar uma de duas situações: ou o parque está coberto para as crianças terem sombra, ou têm chapéus para as protegerem do sol. Pois bem, se tiverem curiosidade, olhem e vejam, várias crianças sem chapéu e à torreira do Sol. Ainda há pouco tempo  uma criança e a sua mãe chamaram-me à atenção. A criança estava alegremente a brincar sem chapéu, distraída do calor que se fazia sentir aquela hora  pois as crianças são mesmo assim, e a sua mãe, cuidadosa e atenta à sua filha, aguardava na frescura da sombra de uma árvore , enquanto a sua filha se habilita sem saber a um cancro de pele. Não acredito que esta mãe o tenha feito  por mal, contudo foi descuidada para com a saúde da sua filha e a ausência de consciência não a senta está mãe de culpas.

Será que parte da solução passa por rondas policiais nas praias e nos parques infantis a avisar ou penalizar os pais de maus tratos aos seus filhos?

Se muitos pais o fazem sem consequências, nada vai mudar.

Temos que ajudar as nossas crianças a crescerem mais saudáveis.

Não pretendo com este meu artigo acusar nenhum pai mas sim alertar, e se um Pai que seja, alterar e defender o seu filho, dou por ganho o tempo que despendi para o escrever.

Mãe