CDS-PP

Portugal 2019

Autor

As eleições ganham-se com trabalho. Na medida da preparação, do empenho e do esforço de todos os protagonistas. Mas não basta. O outro lado da receita tem nome: convicções fortes e boas ideias.

As próximas eleições europeias e legislativas são cruciais em tempos de dispersão e populismo. Como ensinava JFK, ganha quem partir ou começar primeiro.

O CDS meteu-se há meses ao caminho e tem dado a volta ao País a falar com as pessoas e a procurar conhecer e diagnosticar os problemas. Tem dado voz ao povo. Ouve quem sabe, para poder propor.

As eleições ganham-se com trabalho. Na medida da preparação, do empenho e do esforço de todos os protagonistas. Mas não basta.

O outro lado da receita tem nome: convicções fortes e boas ideias. Não têm de ser muitas, nem dispersivas. Não têm de ser tudo e o seu contrário. Não têm de ser fáceis demais, redondas e baixinhas a apelar ao unanimismo serôdio. Não são boas porque sim. São boas porque são verdadeiras, fortes, enraizadas e partilhadas. Têm de ser convincentes. Têm de mobilizar. Fazer acreditar que é possível muito mais e muito melhor para Portugal e para os Portugueses.

Alguns exemplos:

  1. O CDS defende intransigentemente a vida, a pessoa e a liberdade de escolha em todas as suas dimensões (da escola ao trabalho, da política à saúde).
  2. O CDS defende a articulação inteligente, permanente e eficaz entre o interesse nacional e a revitalização e aprofundamento do projecto europeu.
  3. O CDS defende máxima formação, a melhor educação, a mais ampla preparação socioprofissional, uma indeclinável responsabilidade pessoal e o mérito individual.
  4. O CDS conhece e ama a história de Portuga e defende a preservação da nossa identidade moral, espiritual e cívica.
  5. O CDS não vê Portugal como uma realidade parada, anacrónica e inviável a prazo (também demograficamente), uma coutada de demasiados mantida a custo de uma carga fiscal cega e brutal só sobre alguns, mas um país em movimento, com a população a crescer, modernizado, seguro e fiável, amigo do investimento, terra de oportunidades, de criação de emprego e de riqueza para todos.

As eleições estão à porta.

Advogado

Agora que entramos em 2019...

...é bom ter presente o importante que este ano pode ser. E quando vivemos tempos novos e confusos sentimos mais a importância de uma informação que marca a diferença – uma diferença que o Observador tem vindo a fazer há quase cinco anos. Maio de 2014 foi ainda ontem, mas já parece imenso tempo, como todos os dias nos fazem sentir todos os que já são parte da nossa imensa comunidade de leitores. Não fazemos jornalismo para sermos apenas mais um órgão de informação. Não valeria a pena. Fazemos para informar com sentido crítico, relatar mas também explicar, ser útil mas também ser incómodo, ser os primeiros a noticiar mas sobretudo ser os mais exigentes a escrutinar todos os poderes, sem excepção e sem medo. Este jornalismo só é sustentável se contarmos com o apoio dos nossos leitores, pois tem um preço, que é também o preço da liberdade – a sua liberdade de se informar de forma plural e de poder pensar pela sua cabeça.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Acidentes e Desastres

A ponte

Miguel Alvim

Em Borba, não há volta a dar, nem panos quentes, nem as conversas redondas, moles e fiadas do costume. Toda a gente sabe. Toda a gente viu.

Política

A direita deve unir-se num só partido /premium

André Abrantes Amaral
193

Perante a bipolarização escamoteada da política portuguesa uma coligação pré-eleitoral, de preferência uma fusão do PSD, CDS e Aliança num só partido de direita não só se torna necessária como natural

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)