Deputados-advogados devem ser compatíveis

Comissão de ética adiou decisão sobre sete deputados que são sócios de empresas ou sociedades de advogados com contratos públicos. Mas deverá ilibá-los, falta apenas limar fundamentação jurídica.

Por Rita Dinis