Fidelidade. Venda não foi vantajosa a médio prazo

Auditoria do Tribunal de Contas à venda dos seguros da Caixa Geral de Depósitos conclui que a operação feita em 2014, num ambiente adverso, não foi vantajosa para o interesse público a médio prazo.

Por Ana Suspiro