"Não vi, ninguém me disse e não me lembro"

Vítor Constâncio. Como vir à comissão de inquérito sobre a Caixa e usar os mesmos argumentos (mas ao contrário) que usou há dez anos para justificar as falhas na supervisão no caso BPN.

Por Nuno Vinha, Edgar Caetano