Constâncio deu aval a 350 milhões para Berardo

Vítor Constâncio tinha dito ser "impossível" que o Banco de Portugal soubesse que a CGD ia financiar Berardo antes do crédito ser dado. Operação foi aprovada em Conselho de Administração.

Por Observador