E por Lisboa não vai nada, nada, nada?

Os políticos do resto do país têm obrigação de perceber que em muitos aspectos os governos nacionais não governam para o país mas sim para a capital e deixar de mendigar por migalhas.

Por Luís Aguiar-Conraria