“O novo equipamento representou um investimento de 140 mil euros, comparticipado a 85% por fundos comunitários, e vai permitir alargar as atividades a grupos de maior dimensão, e ao longo de todo o ano, independentemente das condições atmosféricas”, disse à agência Lusa o astrónomo Máximo Ferreira, coordenador do CCV de Constância, equipamento que recebe cerca de 20 mil visitantes por ano.

A inauguração do anfiteatro “Rómulo de Carvalho”, professor, poeta e pedagogo, vai decorrer no domingo, às 15:00, assinalando em Constância o arranque da semana Europeia da Cultura Científica e Tecnológica.

O novo equipamento vai permitir acolher grupos em iniciativas de âmbito cultural e científico, sendo objetivo alargar a sua utilização a eventos a organizar pela comunidade envolvente, civil e militar, frisou Máximo Ferreira.

O programa de inauguração do novo anfiteatro inclui uma intervenção de Ana Maria Dias sobre o “Diálogo de Saberes”, entre Rómulo de Carvalho e a obra de António Gedeão, seu pseudónimo, uma evocação pelo seu filho, Frederico de Carvalho, a inauguração da exposição “A física no dia-a-dia”, que incide sobre o fenómeno da propagação do som, luz e imagens, e um momento musical a cargo de Manuel Freire, que vai evocar Rómulo de Carvalho como cidadão e poeta, com canções e poemas.