Passaram-se doze anos desde que partimos pelo oceano inteiro em busca de Nemo. Já tivemos tempo de recuperar do trauma dos tubarões vegetarianos, curar as feridas das alforrecas e aprender a falar baleiês. Por isso, a Disney e a Pixar têm uma novidade para os amantes de filmes de animação: “basta nadar” até ao canal de YouTube de Ellen DeGeneres para ver o trailer recém-lançado de “À Procura de Dory”. E depois esperar até 7 de junho de 2016 (nos Estados Unidos) para a estreia do filme.

O vídeo começa de forma muito semelhante ao filme anterior, “À Procura de Nemo”, quando Marley e a mulher se mudam para uma nova anémona para criar uma família. Mas há uma grande diferença em relação ao filme que conquistou o Óscar de Melhor Filme de Animação: agora, Dory tem memória. Isto é, tem alguma memória. “Eu acabei de usar a palavra «antes», o que significa que me estou a lembrar de algo. Do que estava eu a falar?”, diz Dory no trailer, na voz de Ellen DeGeneres.

Aproveitando estes rasgos de memória, Dory parte em busca da família. De acordo com Andrew Stanton, o diretor do filme entrevistado pela EW, a ideia era “saber se, caso este peixe esquecido se voltasse a perder, ficaria bem e encontraria o caminho de regresso a casa”. A dúvida pairou na sua mente quando “À Procura do Nemo” foi lançado. Agora, decidiu encontrar uma resposta numa aventura protagonizada por Dory e que  tem lugar apenas seis meses depois de Nemo ser encontrado.

Já lhe dissemos que já há trailer para “À Procura de Dory?”

finding-dory

Créditos: Disney/ Pixar