Ângelo Rodrigues já não está em perigo de vida, confirmou a agência que representa o ator em comunicado à imprensa. Depois de ter sido submetido a uma quarta operação no último sábado e de ter iniciado novos tratamentos numa câmara hiperbárica do Centro de Medicina Subaquática e Hiperbárica do Hospital das Forças Armadas, Ângelo Rodrigues já não está em estado crítico e “não existe qualquer risco de amputação da perna”. O ator tem recebido apoio psicológico desde que saiu do coma induzido.

Ângelo Rodrigues está internado desde 22 de agosto após ter sofrido um choque séptico e uma paragem cardíaca revertida pelos médicos. Os problemas de saúde do ator surgiram alegadamente na sequência de uma injeção de testosterona mal administrada na nádega, que lhe provocaram infeções graves numa das pernas. As infeções alastraram-se ao longo do membro e provocaram a morte de alguns dos tecidos da perna do ator.

A equipa do Hospital Garcia de Orta em Lisboa, que está a acompanhar o estado de saúde do ator, espera que os tratamentos em câmara hiperbárica acelerem a cicatrização dos tecidos danificados porque obrigam uma maior quantidade de oxigénio a chegar aos locais mais críticos.