A Polícia de Segurança Pública (PSP) disse esta sexta-feira esperar 63.000 adeptos no Benfica-Porto, da I Liga de futebol, acrescentando que os 3.400 bilhetes atribuídos aos “dragões” foram todos vendidos e que o ‘clássico’ terá uma operação idêntica ao habitual.

Questionado se esta partida de domingo, da 30.ª jornada do campeonato, é encarada de forma diferente de anteriores ‘clássicos’, pelo momento em que se realiza e pelo que está em jogo, o responsável pela operação policial admitiu que as circunstâncias pesam na avaliação dos riscos, mas sublinhou que o jogo terá o acompanhamento policial idêntico a outras partidas anteriores entre Benfica e Porto.

“A PSP procura em cada evento adequar o risco à proporcionalidade, adaptando e corrigindo soluções. Não deixa de ser um ‘clássico’, um jogo a poucas jornadas do fim do campeonato entre o primeiro e o segundo. Não é o jogo que teve mais agentes até hoje, nem vai ter mais [efetivos] do que costuma ter”, afirmou o subintendente Pedro Pinho, durante uma conferência de imprensa realizada no Comando Metropolitano da PSP de Lisboa, a propósito do jogo do Estádio da Luz, em Lisboa.

Tratando-se de um Benfica-Porto, o jogo será de risco elevado porque a lei assim o exige.

Os efetivos policiais, de várias valências da PSP, serão “os necessários e os adequados” para que o jogo decorra de forma segura, segundo o responsável pela operação policial.

Para a polícia, nestes ‘clássicos’ as preocupações “são sempre as mesmas”, mas o oficial da PSP reconheceu que a fase em que se encontra o campeonato nacional, com as duas equipas separadas por três pontos a cinco jornadas do fim, e mesmo a previsão de chuva para a hora do jogo fazem com que haja uma atenção redobrada.

O subintendente sublinhou que tudo o que contribui para um ambiente seguro à volta do jogo ajuda a atuação da polícia, inclusive a contenção verbal dos responsáveis dos clubes.

“Os últimos eventos têm correspondido para este ambiente seguro. É importante para a cidade e para o país, pois é um jogo mediático, mesmo a nível internacional”, frisou o subintendente Pinho.

As redes sociais, segundo a polícia, também vão ter uma atenção por parte das autoridades.

Em relação aos autocarros com adeptos portistas que vão rumar a Lisboa, o subintendente Pinho disse que essa questão “ainda não está fechada”, aguardando ainda a confirmação desse número, mas assegurou que os mesmos vão ter acompanhamento policial e que as zonas de concentração serão igualmente as mesmas.

No interior do Estádio da Luz, os adeptos do FC do Porto, à semelhança do que vem acontecendo nos últimos anos, vão ficar na habitual caixa de segurança.

Os 63.000 adeptos esperados no domingo vão fazer com que o Estádio da Luz ultrapasse os 900.000 espetadores nesta época desportiva em jogos do Benfica em casa.

O encontro está agendado para as 17h00 de domingo e terá arbitragem de Jorge Sousa, da Associação de Futebol do Porto.