Dois homens invadiram o palco após o primeiro desempenho do nadador Ryan Lochte no programa “Dancing with the Stars”, na segunda-feira. O incidente decorreu enquanto Lochte recebia a crítica de um dos jurados do concurso de dança.

A ABC News informou que dois homens entraram na pista de dança e que pelo menos quatro outras pessoas gritaram cânticos anti-Lochte. Os homens, cujas identidades já foram confirmadas como sendo Barzeen Soroudi e Sam Sotoodeh, vestiam t-shirts que continham um sinal de proibido por cima da palavra “Lochte” e nas quais o chamavam de mentiroso.

Os dois homens foram escoltados para fora do edifício e posteriormente detidos. O assunto está a ser agora tratado pelas autoridades, confirmou um porta-voz da polícia de Los Angeles à CNN.

Ryan Lochte juntou-se à 23.ª temporada de “Dancing With The Stars”, após o escândalo ocorrido nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, quando Lochte inventou que tinha sido assaltado para encobrir incidentes durante uma saída à noite.

Apesar de o programa ser em direto, o incidente não foi captado pelas câmaras da ABC News. No entanto, pelo menos um dos membros da audiência conseguiu registar o momento quando os seguranças alcançaram e abordaram Soroudi e Sotoodeh. O vídeo foi publicado online e cedido a diversos meios de comunicação.

https://www.youtube.com/watch?v=b-k9-lZPMnw

Ao longo do breve incidente, a câmara focou Carrie Ann Inaba, um dos membros do júri do concurso, que gritava “Desculpem!” e “Off! Fora!” para os intrusos que invadiram no palco. Entretanto, o programa foi para intervalo e o anfitrião, Tom Bergeron, deu uma explicação vaga: “Tivemos de ir para intervalo porque tivemos um pequeno incidente”.

Bergeron ainda agradeceu à equipa de segurança do programa e perguntou a Lochte se estava bem, sem adiantar muito mais. Ryan Lochte, acompanhado pela sua parceira de dança Cheryl Burke, surgiu visivelmente surpreendido e abalado.

Após o programa, Lochte disse à CNN estar triste e magoado com o sucedido.

Têm de perceber que eu vim para aqui, em frente a milhões de pessoas, fazer algo que não sabia fazer. Eu não sei dançar. Dei tudo de mim e estou feliz com o que fiz e por estar aqui”, afirmou.

Os colegas de programa de Lochte saíram em defesa do campeão olímpico após o incidente de segunda-feira. A sua parceira de dança, Burke, disse estar “completamente chocada” mas acima de tudo “orgulhosa” dele. Afirmando que “ninguém é perfeito” e que “todos cometem erros”, outros lembraram que Lochte ganhou uma medalha de ouro para os Estados Unidos: “Ele é um herói e acima de tudo uma excelente pessoa.”