Música

Há um novo festival só com música portuguesa no Coliseu dos Recreios

Acontece a 30 de maio em Lisboa e foca a sua programação na música nacional. Haverá rock com The Legendary Tigerman e Linda Martini e hip hop com Allen Halloween, entre outras atuações.

Os Linda Martini atuaram no Coliseu de Lisboa em 2016 e 2017. Este ano, voltam para um concerto na primeira edição deste festival

Luis Martins

Haverá históricos, por um lado e artistas indie que só se consolidaram recentemente, por outro. Os fãs rock poderão ser atraídos pelos Mão Morta, The Legendary Tigerman e Linda Martini, os fãs de folk e de canções indie mais delicadas poderão ter curiosidade em ir ouvir os mais jovens Luís Severo e You Can’t Win Charlie Brown na segunda maior sala de Lisboa. A fazer a ponte entre os dois géneros estará Samuel Úria e, a ligar o negrume do grunge dos anos 1990 ao género mais popular entre os jovens do século XXI, o hip hop, ouvir-se-á o rapper Allen Halloween.

[“Crescer” é a nova música do rapper Halloween, que atua em Maio neste novo festival:]

Se o cartaz do festival EA Live é abrangente, incluindo diferentes estilos musicais, há algo que une os seus integrantes: a música portuguesa, cujo ecletismo e variedade permite já organizar um cartaz plural e de peso apenas com artistas nacionais. No Coliseu dos Recreios, dia 30 de maio, ouvir-se-ão “os sons mais inspiradores da música portuguesa”, arrisca a organização.

O festival surge no seguimento das EA Live Sessions, um conjunto de 24 sessões musicais organizadas pela Adega da Cartuxa e pelos vinhos EA (Eugénio de Almeida) com artistas portugueses, em Évora. Entre eles estiveram, por exemplo, os Capitão Fausto, Dead Combo, Alexander Search, Três Tristes Tigres, GROGNation, Frankie Chavez e o rapper Nerve.

[A atuação dos Alexander Search, de Salvador Sobral e Júlio Resende, nas EA Live Sessions:]

Além dos artistas já anunciados, haverá ainda um concerto surpresa ainda não anunciado. A organização chama-lhe “Encore Project” e garante que será um projeto inédito, um concerto “criado em exclusivo” para o festival. Ao todo, serão “oito concertos e oito horas de música” no Coliseu lisboeta.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: gcorreia@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

Detalhes da assinatura

Acesso ilimitado a todos os artigos do Observador, na Web e nas Apps, até três dispositivos.

E tenha acesso a

  • Assinatura - Aceda aos dados da sua assinatura
  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Inicie a sessão

Ou registe-se

Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)