Saber construir masmorras, ter experiência na produção de videojogos e falar japonês com confiança são os requisitos que a Nintendo tem num anúncio no site oficial de emprego da empresa. Salário: entre 29 mil e 62 mil euros por ano, além de um subsídio de habitação e deslocação. Local de trabalho: na sede, em Quioto. Função: ser designer de níveis (as masmorras e desafios dos jogos) para a série The Legend of Zelda.

Esta é uma das série de jogos mais conhecidas e aclamadas da Nintendo. O último título, “The Breath of the Wild”, foi dos responsáveis pelo sucesso que a consola mais recente da nipónica, a Nintendo Switch, tem tido no mercado (55% das pessoas que compraram a consola têm o jogo).

Nintendo vende mais de 10 milhões unidades da Switch em apenas 9 meses

Para ficar com o lugar, além de cumprir os requisitos pedidos, é preciso passar uma triagem feita pela empresa, fazer um teste prático e ser aprovado em duas entrevistas. Segundo explica o site de vídeojogos Kotaku, a vaga tem como principais destinatários pessoas que possam viver e trabalhar no Japão.

Não é explicado na descrição do anúncio se esta prestação de serviços vai ser para um novo jogo da série ou para novos conteúdos dos títulos já existentes (os Downloadable Contents, ou “DLC” , como são chamados).

E caso haja dúvida: Zelda é o nome da princesa no jogo, a personagem principal que o jogador controla chama-se Link.