Lançada a 3 março deste ano e tornando-se rapidamente um sucesso, a consola doméstica que também é portátil da Nintendo já vendeu mais de 10 milhões de unidades até à data em todo o mundo (e as compras de Natal estão ainda a começar). Num mercado em que a Playstation 4, lançada em 2013, tem o título de mais vendida da última geração de consolas (com mais de 65 milhões de unidades vendidas), a Nintendo voltou a agitar a indústria — como fez ao lançar a Wii em 2006 — ao ter uma consola menos potente a nível de processamento que a concorrência, mas com os jogos da empresa japonesa a cativarem os fãs.

Switch: muito mais que uma consola, é outro campeonato

Desde o lançamento da Nintendo Switch as ações da empresa nipónica duplicaram o valor, revitalizando a empresa que, com o lançamento da WiiU (a sucessora da Wii), tinha tido uma grande quebra nas vendas das consolas domésticas. O mercado da venda de consolas portáteis, em que a Nintendo com as DS tem sido líder incontestável, via-se reduzido com o apogeu dos smartphones. Ao lançar a primeira consola híbrida a Nintendo conseguiu nos primeiros meses ter não um, mas dois dos videojogos mais aclamados pelo público nos últimos tempos: o The Legend of Zelda: Breath of the Wild, e Super Mario Odyssey.