O corpo do artista Júlio Pomar vai estar em câmara ardente a partir das 18h desta quarta-feira no Teatro Thalia, em Lisboa, anunciou a agência funerária. As cerimónias fúnebres vão ter lugar na quinta-feira, às 16h, reservadas à família.

O artista plástico Júlio Pomar morreu na terça-feira aos 92 anos no Hospital da Luz, em Lisboa. Pintor e escultor, nascido em Lisboa em 1926, Júlio Pomar é considerado um dos criadores de referência da arte moderna e contemporânea portuguesa.

O artista deixa uma obra multifacetada que percorre mais de sete décadas, influenciada pela literatura, a resistência política, o erotismo e algumas viagens, como a Amazónia, no Brasil.