Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

O rumor, que começou por circular pela plataforma Reddit, confirmou-se mesmo: o festival de música norte-americano Rolling Loud vai expandir-se para a Europa e para Portugal e terá uma primeira edição a acontecer em solo nacional já neste ano de 2020.

A confirmação foi feita esta quarta-feira pelo próprio festival nas suas contas oficiais em redes sociais como o Twitter. Foi também aí que a organização do Rolling Loud revelou o cartaz completo da primeira edição portuguesa, que vai decorrer na Praia da Rocha, em Portimão.

Assim, o evento que se apresenta no seu site oficial como “o maior festival de hip-hop no mundo”, pelo qual já passaram artistas como Kendrick Lamar, J. Cole, Migos ou Travis Scott, levará ao barlavento algarvio mais de 40 concertos de hip-hop em três dias.

Os cabeças de cartaz serão três: o cantor e rapper ASAP Rocky, que já passou pelo NOS Primavera Sound e que na semana seguinte tem concerto marcado no festival Super Bock Super Rock, no Meco; o cantor e rapper Future, artista de “trap” que também já passou pelo Super Bock Super Rock e que é um dos mais populares do género no planeta; e Wiz Khalifa, o norte-americano de 32 anos que já gravou êxitos como “See You Again” (com Charlie Puth), “Black and Yellow”, “Roll Up” e “Young, Wild & Free” (este último em colaboração com Snoop Dogg).

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Estão também confirmadas atuações de Chief Keep, DaBaby, Gucci Mane, Lil Uzi Vert, Meek Mill, Playboi Carti, Polo G, Rae Sremmurd, Rico Nasty, Saint Jhn, Smokepurpp, Trippie Redd (também com concerto confirmado no Sumol Summer Fest), Tyga e Young Thug (que em Espanha atuará este ano no Primavera Sound de Barcelona). Pode ver o cartaz completo de seguida:

O cartaz completo da primeira edição do festival em Portugal

Entre os artistas nacionais que vão atuar na primeira edição do Rolling Loud em Portugal estão os rappers e cantores Piruka, Lon3r Johnny, Sippinpurpp, Minguito e Yuzi. No Twitter, alguns deles têm-se regozijado com a confirmação da chegada do festival a Portugal e com o seu envolvimento na primeira edição: Yuri, por exemplo, escreveu “we made it boys” (em português: conseguimos, rapazes).

A organização, por seu turno, publicou uma série de mensagens sobre o anúncio, como “há um novo festival na cidade, olá Portugal” e “vamos fazer a festa na praia”. Num tweet, identificou até a estrela do futebol Cristiano Ronaldo, convidando-o a aparecer, e escreveu ainda uma mensagem prometendo que o futuro do Rolling Loud em Portugal tem tudo para ser auspicioso e duradouro: “Portugal, isto é apenas o início de algo lindo. Mostrem-nos amor para que possamos tornar isto maior e melhor a cada ano que passa”.