Esta terça-feira foram anunciados no Museu Nacional de Imprensa, no Porto, os vencedores da 22ª edição do PortoCartoon — World Festival. Plantu, conhecido cartoonista francês, cujo trabalho é publicado regularmente no jornal Le Monde, venceu o grande prémio. O segundo lugar foi atribuído a Helmut Jacek, da Alemanha, e o terceiro prémio ficou com David Vela, de Espanha.

“A qualidade dos trabalhos levou o júri internacional a atribuir ainda 20 Menções Honrosas a artistas de diferentes países: Brasil, Colômbia, Holanda, Inglaterra, Indonésia, Itália, Irão, México Portugal”, revela a organização em comunicado.

O festival, promovido pelo Museu Nacional de Imprensa, tinha como tema desta edição “Fome, Pobreza, Desigualdades” e em apreciação estiveram mais de 2600 obras, de cerca de 600 artistas, oriundos de 70 países distintos, de todos os continentes. “Pela primeira vez a Arábia Saudita está presentada. Estes números assinalam mostram um nível de participação idêntico ao de 2019.” A partir deste ano, o PortoCartoon irá sintonizar o seu tema principal com as grandes preocupações da ONU para a década 2020-2030.

Esta edição contemplou ainda dois Prémios Especiais de Caricatura centrados nas figuras de Chico Buarque, Prémio Camões 2019, e Albert Einstein, nobel da Física. Os vencedores foram, respetivamente, Dalcio Machado e Augusto Filho, ambos brasileiros. “Irão, Turquia, Brasil e China foram os países com maior participação” neste prémio.

Os vencedores receberão os troféus (desenhados por Siza Vieira) e os Prémios durante uma cerimónia oficial de abertura da exposição, que decorrerá nas instalações do Museu Nacional da Imprensa no próximo ano. O júri internacional teve como Presidente Honorário Georges Wolinski – cartunista do Charlie Hebdo assassinado em 2015, em Paris, e que durante uma década tinha sido presidente do painel.

“O PortoCartoon volta a reforçar o lugar deste certame no pódio dos concursos internacionais de desenho de humor e mostra a pertinência da classificação do Porto com o ‘Capital do Cartoon’, proclamada em 2008”, conclui a organização do evento.