Momentos-chave
Histórico de atualizações
  • Bom dia. Muito obrigado por nos ter acompanhado ao longo desta terça-feira. Vamos encerrar aqui este liveblog. Pode acompanhar as notícias sobre a pandemia da Covid-19 nesta quarta-feira aqui.

    https://observador.pt/2020/05/27/comissao-europeia-prepara-se-para-apresentar-plano-para-recuperar-a-economia-da-ue-apos-a-pandemia/

  • Utentes de lar em Santarém transferidos para hospital de Abrantes

    Oito utentes da casa de repouso Idoso Feliz, em Santarém, começaram a ser transferidos para o Hospital de Abrantes na noite de terça-feira depois dos resultados positivos da doença causada pelo novo coronavírus, disse fonte da Proteção Civil.

    Em declarações à agência Lusa, o comandante da Proteção Civil Municipal, José Guilherme, adiantou que inicialmente estava prevista a retirada de sete pessoas, mas juntou-se mais uma que se encontra acamada.

    O processo teve início cerca das 22h de terça-feira, estando os idosos deste “lar não legal” a ser levados para a unidade hospitalar de Abrantes pelos Bombeiros Voluntários de Pernes e pelos Sapadores de Santarém.

    “Dos 19 utentes dois não deram positivo, mas vão ser igualmente transportados, enquanto os funcionários do lar vão fazer o seu isolamento no domicílio”, afirmou José Guilherme.

    O presidente da Câmara de Santarém, Ricardo Gonçalves, avançou à Lusa que os idosos estão a ser transportados para o Hospital de Abrantes, pois é aquele que no distrito de Santarém “recebe este tipo de utentes quando testam positivo à Covid-19” e os restantes vão ser transportados durante a manhã de quarta-feira.

    Lusa

  • Brasil regista mais 1.039 mortes em 24 horas, o terceiro aumento diário mais elevado

    O Brasil registou esta terça-feira mais 1.039 vítimas mortais devido à Covid-19, para um total de 24.512 óbitos, segundo o Ministério da Saúde do país. Trata-se do terceiro aumento diário mais alto desde o início da pandemia. Nas últimas 24 horas foram detetados 16.324 novos casos de infeção. O país já conta com 391.222 diagnósticos positivos.

    Os dados do ministério da Saúde revelam ainda que há 158.593 pacientes recuperados.

  • EUA passam fasquia das 100 mil mortes por Covid-19

    Os EUA passaram esta terça-feira a fasquia das 100 mil mortes devido ao novo coronavírus. Segundo os últimos dados do Worldometers, o país registou, pelo menos, mais 695 mortes, ultrapassando os 100.500 óbitos provocados pela Covid-19. Os números ainda não estão atualizados com todos os estados do país.

    Em Nova Iorque, um dos focos da doença em solo norte-americano, o governador Andrew Cuomo anunciou hoje um total de 73 mortes no estado, o valor mais baixo em meses, que chegou aos 800 no cenário mais dramático.

  • "Violência de género é uma pandemia dentro da pandemia", dizem especialistas

    As agressões contra mulheres cresceram cerca de 18% no Brasil nove dias após o início das medidas de isolamento social contra o novo coronavírus no país, transformando a violência masculina “numa pandemia dentro pandemia”, avaliaram esta terça-feira especialistas.

    Num fórum virtual realizado pela agência Efe, intitulado “mulheres isoladas: o aumento da violência contra a mulher durante a pandemia de coronavírus”, o debate entre especialistas contou com a consultora da ONU Mulheres, Ana Paula Antunes, e com Gabriela Manssur, fundadora da “Justiça de Saia”, uma plataforma na online que oferece apoio a mulheres vítimas de violência doméstica.

    Para Ana Paula Antunes, a violência de género é um problema “brutal, duro e global”, uma “verdadeira pandemia enfrentada há anos” e que mata mais de 1.300 mulheres todos os anos no Brasil.

    No entanto, a consultora da ONU apontou que a crise económica e de saúde causada pelo novo coronavírus, que levou milhões de pessoas ao confinamento, “intensificou” a violência de género, sendo que muitas mulheres foram forçadas a compartilhar o mesmo teto com seus agressores.

    Lusa

  • Presidente da Câmara de Almada corrige Graça Freitas e diz que não há focos de contágio no município

    A Câmara Municipal de Almada esclareceu esta terça-feira à noite que o município não regista, “até ao momento, nenhum surto preocupante” de Covid-19. O esclarecimento surge depois de, na conferência de imprensa diária, a diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, ter afirmado que na área do agrupamento de centros de saúde Almada-Seixal há “três pequenos focos comunitários, com 32 casos positivos”.

    Em comunicado, a presidente da Câmara de Almada, Inês de Medeiros, diz que nenhum desses focos se situa no município. “Na sequência das declarações, de hoje, da Dra. Graça Freitas, diretora geral de Saúde, e após a confirmação com as autoridades de saúde locais, venho esclarecer que nenhum dos três focos comunitários mencionados se situa no nosso município”, pode ler-se.

    Almada integra o “Agrupamento de Centros de Saúde Almada-Seixal mas não se regista, até ao momento, nenhum surto preocupante no concelho”, adianta ainda. “Continuaremos sempre atentos e articulados, por forma a garantir uma informação sempre atualizada.”

  • Assembleia Municipal de Lisboa chumba distribuição gratuita de máscaras aos utentes dos transportes públicos

    A Assembleia Municipal de Lisboa chumbou a recomendação apresentada, esta terça-feira, pelo PCP, que defendia que fosse garantida a entrega gratuita de máscaras aos utentes dos transportes públicos. No primeiro ponto da recomendação à Câmara Municipal de Lisboa (CML), o PCP alertou para o facto do governo ter imposto a utilização de máscara nos transportes públicos, “fazendo recair sobre os utentes essa responsabilidade sob pena da aplicação de multas”.

    Assembleia Municipal de Lisboa chumba distribuição gratuita de máscaras aos utentes dos transportes públicos

    As restantes alíneas da recomendação do Grupo Municipal do PCP foram aprovadas, e defendiam uma “intervenção determinada” junto do governo para que entrem em operação na CP, nas linhas urbanas de Lisboa, os “oito comboios que se encontram em reparação”, assim como a aquisição de novos comboios, “substituindo a frota e aumentando a oferta em todas as linhas urbanas da Área Metropolitana de Lisboa”, com reforço na Linha de Sintra.

    Na Assembleia Municipal, também o BE, através da deputada Isabel Pires, apresentou uma recomendação à CML relativa à higiene nos transportes públicos para fazer face ao desconfinamento — e que foi aprovada esta terça-feira. Nesse sentido, o BE solicitou a Câmara Municipal de Lisboa a requerer, em conjunto com a Área Metropolitana de Lisboa, ao Governo que “não sejam poupados esforços no que toca à limpeza e higiene de carruagens de metro e comboio, barcos e autocarros, bem como no provimento de equipamento de proteção individual para os seus trabalhadores”.

  • Venezuela acusa Banco de Inglaterra de bloquear ouro do país

    A Venezuela anunciou esta terça-feira que o Banco de Inglaterra recusa desbloquear quase 1.000 milhões de dólares (916,50 milhões de euros) das reservas de ouro venezuelanas, que Caracas pretende utilizar para combater a pandemia de Covid-19.

    O anúncio foi feito pela vice-presidente da Venezuela, Delcy Rodríguez, tendo revelado que o país vai recorrer ao Tribunal Penal Internacional (TPI) para denunciar a situação e acusado o líder opositor venezuelano, Juan Guaidó, de pretender apoderar-se dessas reservas de ouro.

    “O Banco de Inglaterra e o deputado e criminoso de colarinho branco Juan Guaidó, juntamente com os seus cúmplices, decidiram fazer um complô para ficarem com o ouro da Venezuela”, afirmou Delcy Rodríguez, garantindo que o executivo exercerá “todas as ações” para defender as reservas internacionais do país.

    Lusa

  • Federação de nadadores-salvadores alerta para aumento de mortes por afogamento

    A Federação Portuguesa de Nadadores-salvadores informou esta terça-feira que Portugal regista desde o início do ano 46 mortes por afogamento, mais 18 do que no mesmo período do ano passado, alertando para o “gravíssimo problema” de as praias continuarem sem vigilância.

    “Até ao momento temos 46 mortes por afogamento em Portugal, quando no mesmo período do ano passado tínhamos 28”, disse à Lusa o presidente da federação, Alexandre Tadeia, que já estava a contabilizar as duas mortes que ocorreram esta terça-feira numa praia sem vigilância, em Portimão, no distrito de Faro.

    Segundo este responsável, o número “não é normal” e deve-se ao “problema gravíssimo” de as pessoas já poderem ir à praia “sem haver assistência a banhistas”, o que só vai acontecer a partir de 6 de junho.

    “O suposto seria termos menos mortes do que no ano passado devido ao confinamento”, referiu.

    Lusa

  • OPAS prevê mais de 88 mil mortes no Brasil até agosto

    A Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) prevê 88.300 mortes devido à doença provocada pelo novo coronavírus no Brasil até 4 de agosto, indicou esta terça-feira a diretora daquela agência, Carissa Etienne.

    Numa sessão informativa sobre a pandemia de Covid-19, a diretora da OPAS foi questionada acerca de previsões sobre o futuro da doença no continente americano.

    “No Brasil, prevê-se um aumento exponencial no número de mortes diárias, chegando a um pico de algo como 1.020 mortes diárias para o dia 22 de junho de 2020. Para 4 de agosto de 2020, projeta-se um total de 88.300 mortes”, indicou Carissa Etienne, citando um modelo da entidade para a estimativa de cenários.

    A diretora da organização afirmou que “não há dúvidas” de que a América é o novo epicentro da pandemia do novo coronavírus, chamando a atenção para os Estados Unidos da América e para o Brasil, que vêm registando os maiores aumentos diários de novos casos da doença.

    Lusa

  • Associação de adeptos defende jogos em sinal aberto

    A Associação Portuguesa de Adeptos (APA) disse esta terça-feira aliar-se à Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) no desígnio de serem transmitidos em sinal aberto os restantes jogos da I Liga portuguesa, por esta não ser “manipulada por interesses monetários”.

    “A APA está ao lado da tomada de posição que a LPFP teve, ao querer que os jogos sejam transmitidos em canal aberto. A APA lembra que Portugal está a atravessar um momento muito grave de saúde, causado pela Covid-19, donde será preocupante ter aglomerados de pessoas que vão ver os jogos em conjunto nos mais diversos locais, se estes forem cobrados pela transmissão”, alerta, em comunicado.

    A crise económica causada pela pandemia e a realização de jogos à porta fechada levam a APA a concluir que o sinal aberto para as partidas que faltam “é o mínimo que se pode exigir a quem de direito”, sendo que “ninguém sai a perder” com a proposta da LPFP.

    Sem fiscalização aos locais, e com muitos a verem os jogos em casa de familiares por falta de possibilidades económicas, aponta, fica “em causa a saúde pública” e lembra que pode surgir “uma nova catástrofe de casos Covid-19 em Portugal”.

    Lusa

  • Agência europeia da aviação civil monitoriza orientações de segurança

    A Agência Europeia para a Segurança da Aviação (EASA, na sigla em inglês) lançou um programa para monitorizar a implementação das orientações de segurança relativas à pandemia de Covid-19 pelos aeroportos e pelas companhias aéreas europeias, foi esta terça-feira anunciado.

    As orientações de segurança publicadas recomendam distanciamento físico em todos os momentos, o uso de máscara sempre que possível e a higiene frequente das mãos, ao longo da viagem, refere o comunicado.

    Esse protocolo apela também para a responsabilidade pessoal dos passageiros, esperando que pessoas com sintomas compatíveis com Covid-19 – febre, tosse, perda repentina de olfato ou falta de ar – não apareçam no aeroporto ou adiem as suas viagens, lê-se ainda.

    Os aeroportos e companhias aéreas devem utilizar marcações de piso para promover o distanciamento social e lembrar as regras de segurança com comunicações várias, acrescenta a EASA

    Lusa

  • Intervalos desaconselhados e uma cadeira de distância entre espectadores. As regras para a reabertura das salas de espetáculos e cinemas

    A 1 de junho, as salas de espetáculos e os cinemas vão poder abrir, mas com regras. A máscara é obrigatória, os lugares fixos e os intervalos desaconselhados. As perguntas e respostas da reabertura.

    Intervalos desaconselhados e uma cadeira de distância entre espectadores. As regras para a reabertura das salas de espetáculos e cinemas

  • Jornais brasileiros suspendem cobertura junto à residência de Bolsonaro por receio de agressões

    Agressões a jornalistas e falta de segurança levaram o Grupo Globo e o jornal Folha de S.Paulo a cancelar a cobertura jornalística junto à residência oficial do Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, em Brasília.

    Todos os dias, apoiantes de Bolsonaro ficam ao lado dos jornalistas, em frente ao Palácio da Alvorada, onde o Presidente brasileiro cumprimenta frequentemente os militantes e presta declarações à imprensa. Separados apenas por uma grade, os jornalistas têm sido alvo, com cada vez mais frequência, de agressões por parte dos apoiantes do chefe de Estado brasileiro.

    (Lusa)

  • PS diz que sai com "convição contrária" ao Chega sobre alargamento do lay off

    O último a sair de São Bento foi o PS, com o secretário geral adjunto, José Luís Carneiro a assinalar “a vontade inequívoca” do Governo de “apoiar as pequenas e médias empresas” e também “suportar rendimentos de pessoas que têm situação contributiva mais frágil”. Foram dois dos exemplos que deu, negando que o Governo não esteja a pensar alargar o regime de lay off simplificado, como tinha sugerido o Chega. “Saímos com outra convicção”, afirmou o socialista.

    Sobre a injeção europeia na economia que é esperada, José Luís Carneiro empurra para o ministro das Finanças, dizendo que sai com a “convicção que há abertura do Governo para as propostas dos partidos políticos” e também com uma “leitura muito realista do esforços que vamos ter de fazer e uma esperança lúcida sobre o modo como vamos conseguir ultrapassar estas dificuldades”.

  • Liga aprova 5 substituições nos jogos que restam do campeonato

    Os treinadores da Liga NOS vão poder recorrer ao uso de cinco substituições e nove suplentes, nas 10 jornadas que faltam da competição até final da temporada 2019-20, anunciou esta terça-feira a Liga Portugal. Leia aqui o comunicado oficial.

    É imprescindível permitir cinco substituições

  • Tenor italiano Andrea Bocelli esteve infetado com o novo coronavírus

    O tenor italiano Andrea Bocelli anunciou esta terça-feira que esteve infetado com o novo coronavírus, mas que se recuperou da doença completamente em março. Numa publicação no Facebook, o tenor de 61 anos explicou que “não queria alarmar desnecessariamente” os fãs e para “proteger a privacidade” da família, optou por não revelar que estava doente. Ao jornal La Reppublica, explicou que ele, a sua mulher e filhos ficaram infetados. O tenor falava aos jornalistas na manhã desta terça-feira no Hospital Cisanello, em Pisa, onde se dirigiu para fazer uma doação de plasma. “Eu tive coronavírus, agora estou a doar plasma para pesquisa”, disse.

    The pandemic which has shaken the world has also affected – albeit mildly – me and certain members of my family.Out of…

    Posted by Andrea Bocelli on Tuesday, May 26, 2020

  • Autoridade de Saúde dos Açores admite demora na comunicação de resultados

    A Autoridade de Saúde Regional dos Açores admitiu esta terça-feira alguma demora na comunicação de resultados de análises à Covid-19 a passageiros à espera de autorização para viajarem para outra ilha, justificando-o com o maior volume de testes realizados.

    “Temos alguns casos que coincidiram com o maior volume de testes que fizemos aqui na região. São situações que temos vindo a acompanhar, em algumas dessas situações já foram dadas autorizações para o regresso à ilha de residência, alguns dos casos já estão na sua ilha de residência e há alguns que ainda subsistem e que as delegações de saúde não terão comunicado os resultados por via do volume que houve”, afirmou o responsável da Autoridade de Saúde Regional dos Açores.

    Lusa

  • Dívida das companhias aéreas poderá ultrapassar 500 mil milhões de euros

    A dívida das companhias aéreas poderá atingir no fim do ano 550 mil milhões de dólares (504 mil milhões de euros), um crescimento de 28%, face ao início de 2020, segundo uma associação do setor.

    Num comunicado esta terça-feira divulgado, a IATA (International Air Transport Association) indicou que, deste total de nova dívida, de cerca de 110 mil milhões de euros, a maioria (61 mil milhões de euros) diz respeito a empréstimos dos governos, sendo o resto de fontes comerciais, como bancos e outros instrumentos financeiros.

    No total, os governos alocaram 112 mil milhões de euros em ajudas financeiras ao setor e, deste valor, 61 mil milhões terão que ser reembolsados. Estes incentivos incluem 31 mil milhões de euros em subsídios para pagamento de salários, de acordo com a IATA, sendo o resto para financiamentos, subsídios e isenções fiscais.

    Lusa

  • UE arrecada doações de 2,5 mil milhões de euros para ajudar migrantes venezuelanos

    A conferência internacional de doadores esta terça-feira promovida pela União Europeia (UE) para apoiar os migrantes venezuelanos e as comunidades de acolhimento, em altura de pandemia, atingiu um total de contributos de 2,5 mil milhões de euros, anunciou Bruxelas.

    Ao todo, segundo dados divulgados pela Comissão Europeia, foram arrecadados compromissos de doações num total de 2,544 mil milhões de euros, dos quais 231,7 milhões de euros foram mobilizados pela UE através dos seus Estados-membros.

    A Comissão Europeia avançou com uma verba 144,2 milhões de euros, que será destinada para assistência humanitária imediata, apoio ao desenvolvimento a médio e longo prazos, e também a ações para prevenção de conflitos.

    Já o Banco Europeu de Investimento anunciou a alocação de 400 milhões de euros em empréstimos adicionais para a região.

    Lusa

1 de 7